segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Bancos fortalecem o Fundo Garantidor de Crédito, que não é fundo, mas um “clube” para proteger o sistema

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net (atualizado nesta segunda)

Por Jorge Serrão


O sistema bancário brasileiro - que já um dos mais bem estruturados e modernos do mundo - dá um passo para se tornar um dos mais poderosos e seguros. Os bancos se uniram para consolidar uma poderosa organização, para ampliar os lucros, as articulações políticas e socorrer o sistema em caso de crises conjunturais ou empresariais. Ganha cada vez mais força o Fundo Garantidor de Créditos. O FGC parece fundo. Mas é um “clube” dos bancos – no formato de associação civil (CNPJ: 00.954.288/0001-33).

O FGC não tem fins lucrativos. É uma associação de responsabilidade jurídica de direito privado, criada há 13 anos. Seu objetivo é prestar garantia aos depositantes das instituições dele associadas. O FGC funciona em três situações práticas. 1) Quando algum associado sofre decretação de intervenção, liquidação extrajudicial ou falência. 2) Quando o Banco Central reconhece a situação de falência da instituição financeira. 3) Ou em “situações extraordinárias” acordadas entre o BC e o FGC.

Em setembro de 2008, o patrimônio líquido do FGC era de R$ 17,4 bilhões e suas disponibilidades de R$ 16,9 bilhões. Terminou o primeiro semestre deste ano com R$ 20,6 bilhões de patrimônio líquido e R$ 24,7 bilhões em disponibilidades. O FGC movimenta cerca de R$ 4 bilhões nos FIDCs (Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios). Tais recursos garantem a proteção do sistema financeiro brasileiro contra crises – como a internacional, ainda em andamento, que fulminou grandes bancos pelo mundo afora. O FGC segurou a liquidez de bancos médios brasileiros, durante a crise.

Detalhe: O BC não participa de processos decisórios do Fundo Garantidor de Créditos. O homem forte do FGC é Antônio Carlos Bueno de Camargo Silva (Diretor-Executivo), junto com Carlos Henrique de Paula (diretor). Quem preside o Conselho de Administração do FGC é Gabriel Jorge Ferreira – conhecido no mercado como “Gabriel, o articulador”, por seu papel à frente da Confederação Nacional das Instituições Financeiras). Formam o Conselho, como titulares: Aldemir Bendine (Banco do Brasil), Fábio Colleti Barbosa (Santander e Febraban), Luiz Carlos Trabucco Cappi (Bradesco) e Roberto Egydio Setúbal (Itaú Unibanco).

O FGC tem sede na Rua Dr. Eduardo de Souza Aranha, 387 – conjunto 31, na Vila Olímpia, São Paulo (SP). Seu site é: http://www.fgc.org.br/

Aviso aos Navegantes

Atendendo a pedidos de irmãos do Norte, deixamos no ar qualquer comentário sobre atividades das Forças Armadas.

Que Deus nos proteja!

Até porque a acidez excessiva do recente noticiário deixoumuita gente boa com os nervos à flor da pele.

Reclamar para quê?

O Governo de São Paulo, comandado pelo residenciável tucano José Serra, piorou a condição tarifária da Comgás – que deixa de ganhar alguns milhões a mais.

Curiosamente, o mercado estranha, a diretoria da empresa sequer reclamou ao Bispo.

Será que o silêncio da Comgás é para não atrapalhar o negócio da venda de sua controladora, British Gás (BG), para a Exxon Mobil – cujo presidente, Rex W. Tillerson, recebe o chefão Lula da Silva em um mega-jantar, logo mais à noite, no Waldorf Astoria, em Nova York?

Em tempo: a BP (Beyond Petrol - ex-British Petroleum) também tem interesse em assimilar sua compatriota BG...

Sabatina inútil

A indicação do advogado-geral da União, José Antonio Dias Toffoli, para a vaga do Supremo Tribunal Federal, será dia 30 de setembro.

Indicado por Lula para o STF, José Antonio Dias Toffoli tem duas as sentenças expedidas contra ele por juízes do Amapá, e já foi reprovado em dois concursos para juízos.

Isso mostra que o notório saber e a ilibada vida pregressa devem ser mesmo fundamentais para ser ministro do STF.

Agendinha global

Apenas para inglês ver, o chefão Lula da Silva cumpre, esta semana, uma agenda relacionada à 64ª Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, e à reunião de cúpula do G-20, em Pittsburgh, nos Estados Unidos.

Além de receber hoje à noite o prêmio Woodrow Wilson, na verdade, Lula vai receber as ordens da Oligarquia Financeira Transnacional que manda de realmente no Brasil.

Antes do encontro de cúpula do G-20 - que vai até a sexta-feira -, Lula deve participar de uma oito diferentes reuniões bilaterais.

Que coisa feia

Uma das modelos mais conhecidas de todo o mundo foi designada ontem embaixadora da boa-vontade pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA, na sigla em inglês).

Um dos objetivos da escolha da brasileira Gisele Bündchen para o posto é usá-la para carregar a bandeira dos riscos do aquecimento global.

Seria bela a iniciativa não fosse o tema mais uma farsa dos globalistas para empurrar modelos de negócios financeiros e conter o desenvolvimento de países como o Brasil – usando as ecomentiras como desculpa.

Pau no Lula

Grávida de seis meses, Gisele Bundchen já assumiu cobrando do Sapo Boi Lula maior empenho no combate ao desmatamento da floresta amazônica:

Desde 2003, quando visitei uma aldeia indígena no Alto Xingu, fiquei alarmada com as denúncias de contaminação da água dos rios por pesticidas, o que leva muitas comunidades indígenas a enfrentar doenças com as quais não sabem lidar. E não sou do tipo que fica parada, assistindo o planeta ser destruído. Aceito com prazer ser embaixadora da ONU para o meio ambiente porque acredito que todos nós temos que fazer a nossa parte. Inclusive o Brasil. O presidente Lula precisa fazer mais para combater o desmatamento da floresta amazônica, precisamos de leis melhores e mais eficazes para impedir a destruição da floresta, que é um patrimônio ecológico de todo o planeta”.

A bela Gisele mantém um blog para defender a Amazônia e dar dicas sobre o cada um pode fazer no cotidiano para combater a poluição e o aquecimento global: http://giselebundchenblog.blogspot.com/

Se desse dicas de beleza - em vez de ecobobagens, certamente, prestaria um benefício maior para a humanidade...

Gasto com pessoal

O Estadão reclamou ontem, em manchete, que o Judiciário estadual consome, em média, 90% de seus recursos com o contracheque dos servidores - magistrados e pessoal administrativo.

Existem tribunais que aplicam 99% da verba em despesa de pessoal, de acordo com mapeamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O Exército – que também corre atrás de mais verbas – também consome 90% do orçamento só para pagar a tropa.

Tem algo muito errado na gestão pública, mas, pelo visto, a maioria dominante não quer consertar cousa alguma...

Salve Geral

O filme “Salve Geral – o dia em que São Paulo parou”, com Andréa Beltrão de protagonista, entra na disputa pela indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

O longa de Sérgio Rezende relembra ataques do PCC contra policiais nas ruas da capital, em maio de 2006.

Os concorrentes ao Oscar serão conhecidos no final de janeiro, para a cerimônia de entrega que será no dia 7 de março de 2010.

Pergunta idiota: será que o filme vai mostrar a relação entre o terrorismo global e os bandidinhos pé de chinelo do PCC?

Inocente Alonso

O piloto Fernando Alonso foi intimidado a comparecer à reunião do Conselho Mundial de Automobilismo, que vai julgar a batida forçada de Nelsinho Piquet no Grande Prêmio de Cingapura do ano passado.

O conselho quer ouvir como era a relação de Alonso com o ex-chefe, o italiano Flávio briatore, demitido junto com o ex-chefe de engenharia da Renault, Pat Symonds.

O piloto espanhol jura que ficou surpreso com a convocação, alegando que não participou de nenhum modo do evento.

No GP de Cingapura, o piloto Nelsinho Piquet bateu de propósito contra o muro, por ordem de Briatore e Symonds, para que Fernado Alonso ganhasse a corrida.

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo analítico, independente e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 21 de Setembro de 2009.

3 comentários:

Euller disse...

É, nao pode falar que agiotágem é proibido....

mas, e sobre as FFAAs...???
Nao deu pra entender sua colocação!

Esperança disse...

Zelaya volta a Honduras e se abriga na embaixada do Brasil
http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/09/21/zelaya+diz+ter+voltado+a+honduras+governo+nega+8565903.html

Anônimo disse...

Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009
Brasil - especialista em asilos

Micheletti foi fundo e declarou: "O governo, até o dia de hoje, respeitou o estatuto internacional da representação brasileira em Honduras. Isso, em que pese o Brasil não estender esta cortesia e reconhecer o governo constitucional de Honduras"... "Faço um chamado ao governo do Brasil a que respeite a ordem judicial ditada contra o Senhor Zelaya, entregando-o as autoridades competentes de Honduras"... "os olhos do mundo estão sobre o Brasil e também sobre Honduras. Não deixemos que as paixões de uns poucos manchem a reputação e a imagem de nossa gente. O problema que foi apresentado para Honduras é de natureza interna e deve ser resolvido pelas autoridades hondurenhas."

A vergonhosa participação brasileira neste episódio supera em tudo o que já foi feito em termos de relações internacionais pelo Itamaraty neste governo. Trata-se de uma ingerência direta em um terceiro país onde, mesmo não reconhecendo o governo atual, tem um espaço diplomático. Que tivesse se retirado de Honduras, então.

Não se trata, obviamente, de receber alguém que foi destituído e ainda está no país buscando salvar-se. Isto seria uma ação humanitária. O que aconteceu, no entanto, foi que Zelaya retornou clandestinamente ao país e buscou asilo no lugar onde sabia que seria recebido com honras. Agora, a conta do vago vai ser nossa, e ele não se contenta com pouco. Cama, comida e roupa lavada.

Não bastasse esta vergonha, o Itamaraty ainda quer que o governo de Micheletti garanta a segurança da embaixada brasileira e, consequentemente, de Zelaya! Pois deveriam deixar toda a região despoliciada. Ele que se aguente com seus parceiros.