segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Lula articula indicação de Sérgio Rosa, da Previ, para presidir a Vale, em benefício direto para Eike Batista

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net (atualizado nesta segunda)

Por Jorge Serrão

Além do acordo com empresas francesas na área militar, o eterno sindicalista-negociador Luiz Inácio Lula da Silva articula um outro mega negócio para seu grupo de poder. A indicação de um dos mais influentes petistas do meio sindical para a presidência executiva da Vale, a partir de abril de 2010. O afilhado do chefão é Sérgio Rosa - que tem tudo para assumir o cargo estratégico, assim que terminar seu mandato no Previ - bilionário fundo de previdência dos empregados do Banco do Brasil – que tem ações de várias e poderosas empresas.

A indicação de Rosa é mais uma ação para fritar Roger Agnelli – que comanda a Vale por indicação da Bradespar – do grupo Bradesco. Na sua estratégia, Lula conta com a voracidade do parceiro Eike Batista. Um atento analista do mercado financeiro adverte que Eike fará tudo conquistar um lugar no conselho de administração da Vale. Na surdina, ele pretende comprar ações dos fundos de pensão – que tem 4% da empresa.

Neste meio tempo, Eike segue o teatrinho com o Bradesco – que fica parecendo aquela noiva que faz docinho, mas acaba dando o que o noivo quer, ainda mais se receber uma pressão do governo... Eike fez uma oferta – recusada pela cúpula do Bradesco – de R$ 9 bilhões para ficar com as ações da Bradespar na Vale. O filho de Eliezer Batista tem interesse na indicação de Sérgio Rosa – que lhe abriria caminhos para influir na Vale – transnacional brasileira avaliada hoje em mais de R$ 190 bilhões, mas que teve seu controle acionário “doado” por apenas R$ 3,3 bilhões, em 1997, no governo FHC.

É dando que se recebe

O teretetê entre Stalinácio e a cúpula da Vale é um negócio tão armado quanto o resultado de luta de telecatch.

Tanto que a Vale fará uma super promoção do épico “Lula, o filho do Brasil”, durante o evento Vale Open Air, marcado para o próximo dia 23, no Jockey Club do Rio de Janeiro.

Mil jovens de comunidades carentes poderão ver a obra prima cinematográfica sobre o presidente.

Apenas um detalhe: Eike Batista foi o maior doador para o filme que retrata Lula: US$ 1 milhão.

Volta, dim-dim

Nada menos que US$ 70 bilhões podem retornar ao Brasil.

É a estimativa do governo, caso seja aprovado o projeto de lei do senador petista Delcídio Amaral (MS) que permite aos brasileiros receberem descontos da Super Receita para repatriar recursos hoje no exterior.

O negócio será votado, até o fim do mês, pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado.

Não tem mágica

Mais um golpe econômico-marketeiro do líder Stalinácio acaba desmarcarado.

A Folha de S. Paulo de ontem revelou que não tem mistério para explicar como os bancos públicos obedeceram às ordens de Sua Majestade e deram uma abaixadinha nos juros.

Banco do Brasil e Caixa compensaram a queda com o aumento das tarifas bancárias.

No primeiro semestre, a Caixa subiu as tarifas em 50,86%, enquanto o Banco do Brasil majorou 27,23%.

Expo Money

São Paulo vai sediar esta semana o maior evento de educação financeira da América Latina, a Expo Money.

Será quinta, sexta e sábado no Centro de Convenções Transamérica - Av. Dr. Mario Vilas Boas Rodrigues, 387.

Veja mais detalhes no Fique Alerta de hoje http://www.fiquealerta.net/

Favorita da Record e da IURD
O senador e bispo licenciado da Igreja Universal do Reino Deus terá de fazer muita oração para emplacar como vice candidato na chapa de Dilma Rousseff.

O PMDB fará pressão esta semana sobre Lula para que ele defina, de uma vez, que a vaga de vice pertence ao PMDB.

Caciques do partido ameaçam que, se Lula demorar a decidir, Orestes Quércia racha o partido para apoiar José Serra, e inviabiliza as alianças regionais entre petistas e peemedebistas.

Favorita da Globo e da CNBB

Marina Silva é hoje a candidata presidencial preferida da Igreja Católica e das Organizações Globo.

Também conta com o apoio das grandes ONGs internacionais que pregam o ambientalismo, como a WWF, o Greenpeace e companhia limitada.

Marina é uma alternativa da Oligarquia Financeira Transnacional – que ganha sempre, pois aposta em todos os nomes que disputam a Presidência, em 2010.

Flexível

Em entrevista ao site do jornal espanhol El Pais, a senadora Marina Silva admitiu que a Amazônia não é um santuário inviolável.

Mas defendeu um desenvolvimento que combine meio ambiente e progresso econômico numa mesma equação.

O discurso dela está bem afinado com o das ONGs internacionalistas que apóiam sua candidatura presidencial em 2010.

Linha de campanha
Sem ainda admitir ser candidata, Marina defende que a campanha para as eleições de 2010 deve ser feita com ética e baseada no debate de ideias.

Caso se candidate e chegue a um possível segundo turno, Marina promete querer romper com os partidos tradicionais, como fez o PT há 20 anos:

Chegou outra vez o momento de unir todas as forças sociais, políticas, intelectuais do país, para criar uma nova estratégia para o Brasil”.

SS vem aí?

Especula-se que tem partido nanico querendo tirar do baú, literalmente, uma candidatura presidencial de surpresa.

O inusitado candidato seria ninguém menos que o “patrão” Sílvio Santos, de 80 anos.

Mas já há quem jure que tudo não passa de mais um factóide lançado por algum estrategista em marketing para promover – ainda mais – SS, nas guerra pela audiência televisiva.

Lula acionado

O PPS deve entrar esta semana com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral contra o chefão Lula.

Tudo porque o presidente pregou, em entrevista à Rádio Verdes Mares de Fortaleza, que o eleitor não deve se arriscar em 2010 e deve votar em um candidato da base aliada para a continuidade das obras de seu governo.

O PPS tentará provar que Stalinácio faz campanha eleitoral antecipada.

Mas tudo, como sempre, deve dar em nada, já que Lula consegue ser inimputável em qualquer coisa que o acusam.

Ano da França

Especializada no desenvolvimento de formas de extração de petróleo e gás, a francesa Schlumberger firmou um acordo com a Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Vai construir, no Parque Tecnológico da UFRJ, um mega-centro de pesquisas voltado para o pré-sal.

Só não se fala, ainda, quanto será investido, nem quem vai financiar a operação, e muito menos quem ganha uma comissão por isso – que ninguém é de ferro!

Génerale tem poder...

O Banco francês Societé Génerale lidera o consórcio que vai financiar a bagatela de 1,7 bilhão de Euros para a compra de 50 helicópteros para as Forças Armadas, na parceria entre os franceses e a Helibrás – empresa que tem o ex-governador do Acre, Jorge Viana, irmão do senador petista Tião, em seu conselho de administração.

O Societé Génerale também opera outro consórcio de 4,3 bilhões de Euros para os quatro submarinos que a Marinha fará junto com a francesa DCNS e a baiana Odebrecht.

Neste negócio, os franceses operam junto com o BNP Paribas e o Santander.

General não tem poder?

O Alto Comando do Exército já não consegue mais esconder o descontentamento com o governo – que promete grandes verbas para a modernização da Marinha e da FAB, e deixa o EB sem dinheiro até para comprar comida para a tropa.

Na previsão de verbas para reaparelhamento, em 2010, a marinha terá R$ 2,7 bilhões e a Aeronáutica outros R$ 1,3 bilhão.

Já o pobre EB ficaria apenas com R$ 361 milhões, o que tem tudo para amplificar as queixas sobre sucateamento de instalações e veículos.

Exército da fome

O Globo de hoje informa o que o Alerta Total já antecipou semanas atrás.

Como medida emergencial para enfrentar o contingenciamento de verbas, os quartéis do Exército começam a funcionar em meio expediente às segundas-feiras.

A ordem para reduzir o serviço foi dada pelo comandante da Força, general Enzo Martins Peri.

A nova redução do expediente terá validade de um mês e meio, até 30 de outubro, para economizar o almoço dos recrutas, que só terão de se apresentar para o trabalho no turno da tarde.

A tropa já é liberada no fim da manhã das sextas-feiras, pelo mesmo motivo.

Francofilia

O deputado Julio Delgado (PSB-MG) acusa o governo de ter se rendido ao lobby da França.

Ele critica a suposta cumplicidade de colegas que viajaram a Paris em julho com as contas pagas pela Dassault, que deve vender os 36 caças à FAB:

As compras vão gerar desequilíbrio nas Forças Armadas, porque o Orçamento do Exército ficará mais descoberto. Parece que algumas autoridades estão sofrendo de francofilia”.

Despesa elevada

O Exército consome R$ 21,9 bilhões apenas com seus 183 mil servidores fardados – o que equivale a 90,4% de seu orçamento previsto para 2010.

As despesas de custeio, em torno de 7%, serão de R$ 1,6 bilhão.

Já os investimentos previstos ficam em 2,6%: R$ 640 milhões.

Negócios da França

Ronaldo Schlichting relata um episódio intrigante entre Brasil e França ocorrido em 26/06/2003 – portanto menos de dois meses antes da tragédia com o VLS-1- V03, de 22/08/2003.

Naquele dia, o então presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), Sr. Luiz Bevilácqua, recebeu dos dirigentes do Centro Nacional de Estudos Espaciais (CNES), da França, a comunicação da desistência desse país em participar do programa de cooperação Brasil/França referente a um Satélite Franco-Brasileiro que seria lançado em
órbita por um foguete VLS -1 brasileiro.

Como contrapartida à desistência do acordo, os franceses entregaram sem custos, todos os equipamentos já produzidos e adquiridos, além do suporte técnico, dos testes de subsistemas do satélite em seus laboratórios, e da colaboração no projeto detalhado do controle de altitude e órbita, adequação do software de vôo e acompanhamento em possíveis revisões do esquema inicial...

Ou seja, uma generosa e grátis transferência de material especializado e de tecnologia... Somente fizeram a retirada integral da carga útil francesa do satélite que levaria a bordo quatro experimentos tecnológicos, inclusive um giroscópio da Agência Espacial Européia - ESA. Esse acordo fora firmado em 1996, numa negociação que envolvia a construção em parceria de um microsatélite científico, com cerca de 100 quilos e tendo como carga útil nove experimentos a bordo, previsto o lançamento para 2004. O valor do projeto era estimado em US$ 10 milhões”.

Sabotagem?

Ronaldo Schlichting admite duas hipóteses meramente teóricas podem ser montadas para explicar essa generosidade insólita e a estranha pressa em se romper um projeto que teve início em 1996, e estava em andamento já há vários anos:

“H-1 - os agentes de Inteligência da França souberam que iria ocorrer mais uma sabotagem com o nosso VLS-1-V03 e os técnicos franceses – prudentemente – se retiraram o mais rápido possível dessa parceria e da convivência estreita dentro do INPE e AEB, tentando afastar de si uma suspeita incômoda”;

“Ou H-2 - durante o largo período de estreita convivência dentro do INPE/ AEB/ CTA/ IAE, técnicos franceses talvez tenham obtido os dados sigilosos dos programas de informática dos computadores de bordo do VLS-1, necessários e suficientes para provocarem mediante impulsos eletrônicos, o acionamento de um dos motores do 1º estágio do foguete. E, uma vez obtidas as informações técnicas sigilosas, se retiraram às pressas...”

Como NÃO se tem nenhum outro dado que permita desenvolver, aprofundar e/ou descartar essas meras hipóteses teóricas, deixamos aqui esse exercício de raciocínio, somente como um registro para arquivo...

Cadáver insepulto

A Justiça paulista vai sofrer todas as pressões possíveis para não levar a júri popular os acusados pelo seqüestro, torturas com sevícias e assassinato de Celso Daniel – lendário ex-prefeito petista de Santo André que foi coordenador financeiro do começo da primeira e vitoriosa campanha presidencial de Lula.

As promotoras Eliana Faleiros e Mylene Comployer recomendam que o jurados decidam o destino de sete réus confessos do crime ocorrido no distante ano de 2002, e até hoje sem solução.

O caso pode sobrar para Sérgio Gomes da Silva, o popular Sombra, que era amigo íntimo de Daniel e se tornou um dos principais suspeitos de comandar seu assassinato – conforme denúncia de um dos acusados.

Medo do Pinto

O senador Renan Calheiros tem tudo para ser detonado do Senado na eleição do ano que vem.
Em Alagoas, concorrem com ele a ex-senadora e hoje vereadora Heloísa Helena (PSOL) e o ex-governador Ronaldo Lessa (PDT).

Mas o nome que mais preocupa Calheiros é o ex-superintendente da Polícia Federal em Alagoas, José Pinto de Lina, famoso pela Operação Taturana e que é um recém-filiado ao PT.

É mole não: Se o Pinto engrossar, Renan pode acabar em quarto lugar na disputa alagoana.

Encontro marcado

A “Isla de Margarita” será o palco, no próximo dia 28, de mais um encontro entre Lula e seu colega do Foro de São Paulo Hugo Chavez.

Finalmente, os dois devem assinar o complicado acordo entre a Petrobras e a PDVSA para a construção da refinaria Abreu Lima, em Pernambuco.

Enquanto fazem negócio, Lula e Chavez aproveitam para um turismozinho, porque ninguém é de pré-sal e precisa tomar um sol em lugar de alto luxo.

Fairplay 1

Nelsinho Piquet usou o Twitter ontem para elogiar a vitória de Rubens Barrichello neste domigo, no GP Prêmio da Itália, em Monza:

"Mais um dia de gênio do Rubens Barrichello! Se continuar assim vai ser campeão! Vamo torcer..."

Foi uma sincera luva de pelica no Rubinho, que semana passada declarou que Nelsinho devia ser banido da F1, por ter se envolvido no escândalo da batida proposital para beneficiar seu companheiro Fernando Alonso, da Renault, no Grande Prêmio de Cingapura do ano passado.

Fairplay 2

Animado com a chance de ser campeão este ano, Rubens Barrichello também dá provas de que sabe ser tolerante.

Decidiu participar do programa televisivo que mais avacalhou com ele em todos os tempos.

Gravará sua participação especial, a mil por hora, no Casseta&Planeta Urgente - cuja turma o chama de Rubinho Pé de Chinelo.

Pode isso?

A modelo carioca Daniella Sarahyba, de 25 anos, foi assaltada por dois motoqueiros margiranhas, na tarde de sexta-feira.

Foi próximo à Rua Estados Unidos, nos Jardins - bairro nobre da capital paulista.

Os bandidos a abordaram dentro de um táxi e fugiram levando o iPhone e o relógio da modelo.

Que coisa, Daniella sai da pacata Cidade Maravilhosa para ser assaltada em Sampa?

Vida que segue...
Ave atque Vale!
Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente (analítico e provocador de novos valores humanos) com análise estratégica, conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 14 de Setembro de 2009.

Nenhum comentário: