domingo, 25 de outubro de 2009

O céu é o limite?

Artigo no Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net

Por Jorge Serrão

Edir Macedo Bezerra agora também é banqueiro. O proprietário da Rede Record e líder da Igreja Universal do Reino de Deus conseguiu realizar seu sonho de comprar um banco e, ao mesmo tempo, entrar no lucrativo negócio do varejo – aproveitando a sinergia que já tem dos seus fiéis seguidores-consumidores. Macedo e seu grupo adquiriram 40% das ações do pequeno Banco Renner – que pertence à Renner Participações, holding gaúcha controladora das conhecidas lojas Renner.

Na conversa para boi dormir do mercado, ficou acordado que a participação minoritária da Record prevê que a gestão do banco permanece com os atuais controladores. A intenção com a parceria é ampliar a atuação nacional do pequeno banco. Em um primeiro momento, segundo foi divulgado, a tática é oferecer produtos financeiros para os mais de 10 mil colaboradores da Record, além dos 5 mil fornecedores do grupo em todo o País.

Associando-se ao Banco Renner, a Record amplia seus investimentos no Rio Grande do Sul, onde já adquiriu, em 2007, a TV Guaíba, as Rádios Guaíba AM e FM, e o jornal Correio do Povo, empresas que hoje compõem a Record Sul. Há muito tempo o mercado já sabia que Macedo queria um banco. Agora tem. Há muito tempo se comenta, no mesmo mercado, a intenção da Record de formar uma grande loja de varejo. Pode estar perto disso. A carioca Leader – que já foi visada pela Renner – que se cuide. Macedo e seus parceiros vêm com tudo.

Enquanto Macedo, líder Universal do Reino de Deus, amplia seus domínios divinos com a força do Capitalismo, o Grande Filho do Brasil, Stalinácio, passa um final de semana preocupado com os riscos de ter profanado a imagem de Jesus. Vale repetir a previsão: Lula tem tudo para sofrer um dos maiores desgastes em sua imagem divina, depois que usou o falso argumento de que se Jesus Cristo vivesse nos dias de hoje teria de fazer coalizão até com Judas para governar.

Lula se referiu, certamente, aos fariseus da base aliada que lhe dão sustentação. Pela comparação feita, o importante seria saber quantos “trinta dinheiros” rolaram para tal acordo sair. Jesus Cristo - que nunca fez aliança com os fariseus - ficaria escandalizado. O perigo, agora, é Judas virar réu no mensalão – que Lula jura que nunca existiu. Eis um problema para os teólogos moderninhos resolverem. E para os marketeiros do Planalto, também!

Até pronunciar tal besteira sobre Cristo e Judas, o céu parecia o limite para Lula. Agora, sua popularidade que se cuide. Pode não descer ao inferno. Mas deve cair bastante. Lula tem muitos problemas pela frente. Suas obras eleitoreiras do PACo estão paradas. Lula joga a culpa no Tribunal de Contas da União. Na visão de Lula, o culpado é sempre o outro. Nunca ele e sua turma de incomPTentes. Razão simples: Stalinácio precisa sempre de um Judas para malhar e mandar para a Sibéria.

Outro problema para Lula é sua total perda de hegemonia política no continente. O radical Hugo Chavez lhe passa a perna a cada dia e avança no projeto Capimunista. Quarta-feira passada, Chavez criou, por lei, suas milícias bolivarianas. O braço armado integrado por civis, que respondem ao presidente, terão formação e treinamento garantidos por Chávez. Até o Exército foi rebatizado para Força Armada Nacional “Bolivariana”.

A Milícia Bolivariana tem entre suas funções organizar corpos de combatentes "para executar as operações de defesa integral destinadas a garantir a soberania e independência nacional". A lei também prevê que a Milícia Bolivariana entre em ação quando o governo declarar estado de exceção, quando atividades de treinamento forem convocadas, ou quando o governo precisar de guardas temporários.

Lula se desgasta. Chavez avança. Será que o céu é o limite para ele. Tomara que não. Não fará bem para a Democracia. Que Jesus nos ajude, e que Judas não faça mais nenhum acordo que nos ferre ainda mais.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 25 de Outubro de 2009.

4 comentários:

Anônimo disse...

Meu "comentário" (que segue, abaixo) pode não estar muito bem inserido no contexto desta matéria publicada pelo brilhante Serrão, porém pode ser, digamos aproveitada pelo mesmo, para talvez informar aos otários, que deixam seus minguados "caraminguás", religiosamente, toda semana ao alcance dos "mãos sujas", aos quais o "governo" tenta ocultar, visto que "elle" mesmo, certamente, tem interesse que este ralo de dinheirama não se estinga, afinal, como conseguir tanta grana para as inúmeras viagens internacionais, no confortável "Aerollula-51", sempre "à coté" de uma cambada de acólitos???

Agora, à guisa de ser o meu comentário, segue, abaixo, o que eu li nas minhas "navegações investigativas", na internet:

CAIU A CASA DA MEGA SENA!!!

Publicado em 20 de Outubro de 2009 no link “A Palavra é Sua”, do site: http://www.velhosamigos.com.br/index_nova.html

Autor: Dr. Wagner Di Genova Ramos

Enviado por: Yamara Castro


A Polícia Federal desconfiou que estivesse havendo algum tipo de fraude na Mega Sena e, mal começaram as investigações, pegaram várias pessoas envolvidas no esquema, entre elas, funcionários, auditores, e muito peixe grande, ligadas diretamente ao governo.
Era muita gente envolvida no esquema. Eles fraudavam o peso da bolinha, fazendo sempre dar os números que eles quisessem e botavam 'laranjas' para jogar em diferentes Estados.
Você que achava estranho a Mega Sena acumular tantas vezes seguidamente, e quando saía o prêmio, apenas uma pessoa ganhava, geralmente em algum lugar bem distante. Só podia ser algum tipo de fraude mesmo! Descobriram membros da quadrilha com 4 Bilhões em contas nos paraísos fiscais; o que menos tinha, tinha 8 milhões.

Isso é sacanagem com o povo brasileiro, que trabalha demais; muitos deixam até de comer alguma coisa para fazer uma fezinha! O que muito me admira é que quase não houve divulgação! Na TV só passou uma vez no Jornal da Record, e outra na BAND. Certamente foram censurados... Está na cara que o governo não quer perder a bocada que fatura cada semana com os jogos, e nem quer mais CPIs.

Está notícia não pode ficar na gaveta, espalhem!!! Vamos nos unir e dar fim a essa grande rede de corrupção que envolve o nosso país. Colabore com a divulgação e ajude a desmantelar essa corja de corruptos que levam 45% do seu salário em impostos e ainda têm coragem de levar mais... Passe para todos da sua lista de contatos. O Brasil todo precisa saber!

Lauro disse...

LULA x JESUS
JESUS, era rico e se fez pobre por amor aos pobre, dando alimentação com abundancia.
LULA, era pobre tornou-se rico dando aos pobres o BOLSA FAMINTA e dizendo é MINHA RENDA.
JESUS, andava entre os pobres de sandálias pelas estradas empoeiradas.
LULA, anda de sapatos importados pisando os tapetes que os ricos lhe preparam.
JESUS, foi vendido por JUDAS aos fariseus por 30 dinheiros.
LULA, se vende aos fariseus por milhões de reais.
JESUS, se alimentava do mesmo do mesmo alimento que os pobres comiam.
LULA, só se alimenta de alimentos nunca vistos nos pratos dos pobres

Anônimo disse...

É um negócio como outro qualquer. Diz-se que o Padre Cícero Romão Batista, mais conhecido como o Padim pade Ciço, ao morrer deixou uma considerável fortuna em casas, fazendas, gado. E tudo foi para os afilhados e familiares do santo do agreste. Fazer fortuna com a caridade tem sido uma arma dos espertos, dos que sabem falar as palavras que os seguidores querem ouvir. Mesmo que sejam mentiras.

Renato disse...

Anônimo de 3:46, não é à toa que o padre Cícero foi ''canonizado'' pela mídia esquerdista e os canalhas da ''teologia'' da libertação.

Um católico bem informado sabe que esse padre, que era bem rebelde e não respeitava a Hierarguia da Igreja Católica, sabe que ele nunca ganhou o respeito dos católicos verdadeiros.

Caiu nas graças da mídia esquerdista e dos revolucionários esquerdistas que gostam muito dos padres escandalosos.