quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Antes tarde do que nunca

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Arlindo Montenegro


Há muito pouco tempo, tive oportunidade de ver um documentário didático sobre a nova ordem mundial, que paira como invasão de óvnis, ameaçando destruir um terço dos habitantes da terra. O apresentador, convidado de clube de alunos da Universidade de Oxford, ilustra como a informação é obtida, quando se ligam os pontos de um joguinho infantil, para formar os contornos de uma imagem.

Qualquer governo, manipulando as técnicas de propaganda e de engenharia social, pode manipular as pessoas, colocando os pontos, partes da informação em lugares diferentes, para que se obtenha um contorno diferente da realidade. Uma imagem manipulada para obter uma emoção diferente, baseada numa mentira.

Essa manipulação está sendo aplicada em larga escala no mundo inteiro. Nos países ricos para criar um estado de terror, unindo as pessoas em torno de seus governantes. Nos países que costumam rotular “em desenvolvimento” para eliminar qualquer resquício dos valores da cultura e das crenças tradicionais e venerar “líderes” criados para serem perpetuados no poder, obedientes às políticas ditadas pelos ricos.

Muito tarde pude juntar os pontos para espantar-me diante dos contornos da figura desses deuses olímpicos, materializados em descendentes de linhagem real, que almejam desfigurar e substituir o forte e retor, o natural sentimento de Deus, venerado sob diversas invocações. Desejam restaurar o altar do “deus desconhecido” da Acrópole grega? Desejam substituí-lo no imaginário como sua antítese, o “anjo de luz”, lançando-nos todos num gueto infernal?

A primeira tentativa foi feita pelos fundadores do estado totalitário comunista, destruindo templos, prendendo e fuzilando padres e freiras e crentes, proibindo as manifestações da fé, as exigências da natureza essencial que limita as paixões viciosas. Naquilo que se chamou de União Soviética e em todos os países anexados depois da II Guerra Mundial, o imperialismo da ordem comunista, que aspirava espraiar-se pelo mundo, encerrou a fé nas catacumbas.

Assim que foram obrigados pelos “deuses do olimpo” a reformar a forma de estado, cuja modelo econômico se revelou um fracasso histórico sem par, assim que caíram as barreiras dos guetos da cortina de ferro, os crentes saíram das catacumbas e mostraram que a fé, força natural se havia mantido intacta durante várias gerações.

Os olímpicos da nova ordem mundial já tinham um plano substitutivo para a nova era, a guerra contra a família, o senso moral e as culturas tradicionais. Promoveram localizadas para forçar a unidade de nações contra as ameaças externas e venderam muitas armas, bombas químicas e bacteriológicas ao redor do mundo. Armaram um ataque terrorista na mais famosa metrópole do planeta, para unir a opinião pública contra o terrorismo internacional e apoiar uma nova guerra.

Continuam caçando Osama, treinado e financiado pela CIA, um rico sheik cuja família tinha negócios associados com a família Bush no Grupo Carlyle, (o maior grupo privado de investimentos do mundo, especializado em comprar participações em empresas), cuja presença já se faz sentir no Brasil. No Rio entrou com 90% na parceria com o Grupo Fibra, para atuar no mercado imobiliário. Em São Paulo, está adquirindo edifícios residenciais.

O Bush velho, pai do Bushinho, visitava a família Laden desde 1998 e em 2000 se encontravam nas reuniões do Grupo Carlyle. Depois de eleito o Bushinho em 2001, as agencias de inteligência receberam ordem para cessar com as investigações sobre a família Laden e a realeza árabe. O Los Angeles Times de 22 de Maio de 2001, noticiava que o Secretário de Estado Colin Powell enviou 43 milhões de dólares para o governo Talibã.

No dia 10 Setembro de 2001, o Washington Post noticiou que o George W Bush esteve em reunião com o grupo Carlyle e um irmão de Bin Laden. 11 Setembro de 2001: Antes dos impactos nas Torres Gêmeas, mais de 100 milhões de dólares foram transferidos. Os peritos recolheram os dados de 32 computadores entre os destroços.

E finalmente, a Associated Press deu uma notinha informando, no dia 26 de Outubro, que a família Bin Laden estava retirando mais de 2 milhões de dólares dos investimentos feitos com o Grupo Carlyle. Bush quer a nova ordem mundial. É um dos executores das ordens dos grandes controladores. Até hoje o Governo americano finge que persegue Bin Laden no Afeganistão. Parece conversa prá boi dormir.

O fato é que a verdade é bem melhor que o engano, a mentira. Desse jeito eles enganam o mundo. Junte os pontos para ter o quadro completo. Junte os quadros para completar a paisagem. Junte as paisagens para perceber que a variedade é permanente como as mudanças. É bom saber. Antes saber tarde, que nunca saber.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

Um comentário:

Anônimo disse...

O artigo está muito bom, só peca em faltar o nome do apresentador convidado de clube de alunos da Universidade de Oxford, que é David Icke.