segunda-feira, 28 de junho de 2010

Capatazes e Vaqueiros

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Arlindo Montenegro

Atestando que cada pessoa é única, apenas um grupo pequeno dos humanos tem contribuído, em todos os tempos, para a evolução do conhecimento. Os estudiosos indicam que a evolução do conhecimento decorre da memória, física e mental, intimamente ligadas.

O cérebro, sede da memoria física, pode guardar um arquivo gigantesco de informações objetivas. As informações subjetivas, parecem ser fruto da mente, que atua em intimidade com o cérebro, cobrindo um espaço tempo imensurável e insondável.

Nasce a criança e os pais nutrem, passam princípio e valores que vão ser guias morais e éticos pela vida afora. Comprovaram-se que as experiências recolhidas até a segunda infância, estarão presentes nos comportamentos da vida adulta, para realizarmos todas as operações físicas e mentais, comportamentos, escolhas. No mundo dito civilizado, o estado tem absorvido todas as decisões sobre educação das crianças, desde a mais tenra idade.

Os pais ainda podem imprimir alguns valores, mas perderam a autoridade diante da escola e a televisão, que atuam destruindo valores conceituados há séculos. Os governantes, os políticos, controlam o modo de pensar e agir da sociedade. Os padrões naturais entram em choque. Subjetivo e objetivo se desencontram. A estruturação política da sociedade, “engenharia social”, substitui velhas crenças e “constrói” a manada.

Juan C. Sanahuja, editor do site argentino http://www.noticiasglobales.org/ comenta que “apesar dos atraentes “Objetivos do Milênio para o Desenvolvimento”, os reais propósitos da ONU se evidenciam como instrumento da reengenharia social anti cristã. Mais ainda: a imposição de pensamento, opinião e comportamentos planetários para a implantação anestésica da religião única e do governo totalitário desenhado pelos illuminati da nova ordem mundial.

O Secretario Ban Ki-moon, anunciou que o grupo promotor da reunião cume dos Objetivos do Milênio é co-presidido por Paul Kagame, presidente de Ruanda, processado na França e na Espanha por genocídio, crimes de guerra de lesa humanidade e terrorismo. O sujeito é responsável pela morte de mais de 3 milhões de pessoas, em Ruanda e na República Democrática do Congo.

Outros integrantes são: o Primeiro Ministro espanhol, Zapatero, promotor de minorias abortistas, homossexuais e anti cristão. Idealizador da Aliança das Civilizações, para estreitar os laços com o Islã, que reúne Federico Zaragoza “pai” da Comissão Cultura e Desenvolvimento, cujo primeiro presidente foi Javier Pérez de Cuellar, membro do Club de Roma (illuminati); Mayor Zaragoza, ferrenho opositor da igreja na Espanha; Karen Armstrong ex-freira que se declarou monoteísta free lancer e promove cultos sincréticos unindo cristianismo, judaísmo e islamismo.

Tem mais: Jeffrey Sachs, dos EUA, professor de Harvard, Diretor do Instituto da Terra, Presidente e co-fundador da “Millennium Promise Alliance”, financiada, entre outros, por Georges Soros. Ted Turner, fundador da “Iniciativa das Religiões Unidas” ligada à Carta da Terra, que propõe a religião universal única para a nova ordem mundial.

A democracia de verdade, está definida pelo poder limitado, fragmentado nas diversas instituições nos níveis de decisão nacional, estadual e municipal, propiciando aos cidadãos o acesso a instâncias de defesa dos direitos universais. Contra o poder totalitário. Caso contrário, as eleições de representantes, que são alardeadas como certificado único da prática democrática, perdem a credibilidade e a alternativa de substituição dos governantes, uma mentira.

Somente a descentralização do poder preserva o ambiente democrático e propicia a vida numa sociedade de homens livres. É bem o contrário do que ocorre no Brasil, do que se desenha nas Américas e no mundo, onde o Estado e um grupo cada vez menor, concentra todas as decisões, priorizando a seu critério a aplicação de todos os recursos.

Entre nós, todas as iniciativas promovidas pelo Foro de São Paulo e seguidas à risca pelos atuais governantes, estão alinhadas na execução obediente da estratégia de poder dos illuminati que atuam pela nova ordem mundial. Os Bilderberg e seus banqueiros liderados pelos Rothschild, dão as cartas.

Tudo está contido na ação da Onu, nos encontros dos “G8” que decide para o “G20” executar, seguindo o desenho das agências espalhadas pelo mundo e apoiadas pela imposição cultural do CFR. Tudo está delineado no subversivo Projeto Nacional dos Direitos Humanos, que o cínico e irresponsável truqueiro, capataz e papagaio dos poderosos do mundo, assinou “sem saber”.

Do mesmo modo que os “representantes” assinam pedidos de emendas constitucionais para incluir um litro de cachaça na cesta básica (Programa CQC-100, no YouTube). Quanto mais ignorância e irresponsabilidade política, tanto melhor para o controle totalitário global. Este é o nosso barco furado pelo cinismo populista comandado pela inteligência da nova ordem mundial.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

2 comentários:

Coronel Humberto Pinto disse...

Ilustre Pensador
ARLINDO MONTENEGRO


A Instituição do Embuste

No Brasil vivemos um pleno processo de anomia, ou Estado da sociedade no qual os padrões normativos de conduta e crença têm enfraquecido ou desaparecido.
O incêndio no Morro dos Cabritos na Zona Sul do Rio de Janeiro, abrangendo os bairros de Copacabana, Ipanema e Leblon, foi usado pelos meios de mídia e consentido pelo Prefeito da Cidade, na presunção de ter sido causado por balão.
Acusação leviana!
Na pressa de acusar, sequer foram ouvidos e respeitados os órgãos do Corpo de Bombeiros e Polícia Civil, competentes para elucidarem e determinarem a causa do sinistro.
Logo, botam mais lenha na fogueira e passam a fomentar mais a odiosa perseguição aos baloeiros, artífices do balão – balão junino.
Os agentes da repressão, por seu turno, na consecução das ações, realizam apreensão de balões e prisão de baloeiros de forma arbitrária, mas baseado no Art. 42 da Lei 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, falso e injusto.
Assim, se estabelece o conflito!
Essa metodologia de compulsão do comportamento das pessoas baseada em vontade unilateral, fatos e hipóteses enganosas, vicia a ação governamental, mas atende os propósitos dos agentes prontos para condenar a arte, o folclore e a cultura da nossa gente.
Para afirmar e manter um dispositivo de lei flagrantemente inconstitucional usa-se a política do pragmatismo e os artifícios jurídicos que são à base da democracia e que devem ser respeitados são postergados; estamos no curso da anarquia ¹.
E o Estado de Direito?
A quem apelar?
A denúncia é esta e aguardamos a palavra do Egrégio Ministério Público, a instituição democrática inserida na Constituição Brasileira de 1988, capaz de fazer cessar essa impostura.

Humberto Pinto Cel


1. Anarquia. Estado de um povo em que o poder público, ou de governo, tenha desaparecido. 2 Negação do princípio de autoridade. 3 Confusão, desordem. 4 Desmoralização

E, mais, a quem interessar possa:
Leia ............. O HOMEM E O DOMÍNIO DO SABER http://humbertop.sites.uol.com.br/

Atenciosamente.
Humberto Pinto Cel

Unknown disse...

Jorge Serrão

Estou enviando um texto que li e gostaria da sua avaliação.

Teoria conspiratória ou mais uma verdade escondida? O Foro de São Paulo era conversa de doido, lembram?

| author: Gusta
Popular apresentador americano expõe teoria conspiratória anti-Petrobras
A Petrobras caiu no centro de uma teoria conspiratória da ultradireita americana sobre o vazamento de petróleo no golfo do México, parte de uma cadeia de elos "suspeitos" que vai do megainvestidor George Soros até lucros oportunistas com a tragédia ambiental nos EUA.

O apresentador Glenn Beck, do canal a cabo Fox News, um ultraconservador adorado por reacionários, gastou seu programa na segunda-feira para explicar aos seus mais de 2 milhões de telespectadores tudo o que há de errado com a "malvada Petrô-bas" (como pronuncia o nome da estatal).

Ele sugere que a grande conspiração envolvendo Soros e a Petrobras tem a ver com o vazamento de petróleo na plataforma da BP.

O título do programa era "Crime SA: Petrobras". O grande problema parece ser o que Beck vê como "oportunidade" de aumento do valor da estatal brasileira.

A Casa Branca decretou moratória na exploração de petróleo em alto-mar nos EUA (atualmente suspensa pela Justiça), enquanto a Petrobras continua fazendo suas perfurações e dando lucros a investidores "maléficos" como Soros.

É preciso grande dose de boa vontade para fazer as conexões sugeridas, tão complicadas que o apresentador precisa de uma intrincada cadeia riscada a giz num quadro-negro para explicar tudo.

Beck começa dizendo que fundos de Soros investiram em 2009 US$ 900 milhões [R$ 1,6 bilhões] na Petrobras. Pouco depois, os EUA fizeram compromisso de empréstimo de US$ 2 bilhões [cerca de R$ 3,5 bilhões] à empresa para ajudá-la a perfurar em alto-mar.

Para Beck, não é coincidência -- Soros sabia que o dinheiro sairia devido a suas conexões com a Casa Branca. Esse empréstimo já levantara polêmica em 2009, e o Exim Bank (de estímulo a exportações) dos EUA soltou nota afirmando que o dinheiro era um adiantamento para a Petrobras comprar material de indústrias americanas e será devolvido com juros.

As "conexões" e outros lucros potenciais da Petrobras com o vazamento também foram alvo de sites como "O Futuro do Capitalismo", FrontPageMazine e Investors.com. "Daqui a pouco vamos importar petróleo do Brasil", alerta o último.

Beck prefere partir para o ataque. "Nós não podemos perfurar, porque a Terra e [o ex-vice-presidente e ambientalista] Al Gore estão tendo ondas de calor", diz. "Mas o Brasil é louco: gosta de biquínis fio dental e perfuração profunda." Folha

Maria Cristina SP