sábado, 3 de setembro de 2011

Um País sem alternativas

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Márcio Accioly

Todos os dias, as chamadas autoridades brasileiras “trabalham” pelo agravamento da crise política, desmontando estruturas e desmoralizando (embora muitos acreditem não se ter mais o que desmoralizar), mais e mais as instituições. Se as instituições deixarem de funcionar, como se pode adivinhar facilmente, será o caos!

Quando se é jovem, fica muito fácil assumir posições radicais e defendê-las com unhas e dentes como se nada mais importasse. Divertindo-se com projeções e enfrentando com ira os contrários. Como fazem, por exemplo, os anarquistas. E o que é ser anarquista? É não aceitar qualquer forma de governo.

É não se submeter às leis, deixar que tudo corra livremente de acordo com o fluxo das correntes sociais. Vence o mais forte, ou não! Impõe-se o bando mais organizado, ou não! Sair na rua e não ter qualquer governo, nenhuma norma que seja nenhum valor a defender a não ser suas próprias idiossincrasias?

O que é ir dormir sem saber se algum bando tentará derrubar a porta de casa, sem ter a certeza de que amanhã a mesma cama estará disponível ou o espaço que se ocupa? Isso aí é a base da anarquia! Claro que a grande maioria preferirá ter alguma forma de governo, qualquer poder delegado que imponha certas regras.

No Brasil, temos impressão bem nítida de caminhar para o caos, para nenhuma forma de governo. De caminhar para tipo de situação em que só o mais forte prevalecerá, os que se organizarem num bando. Num país em que nada deu certo, onde a televisão dita comportamento e procedimento, a coisa vai ficando feia.

A oposição grita e esperneia e, às vezes, fica a impressão até de que existe mesmo alguma preocupação com mudança. Mas basta analisar detalhadamente o que acontece para se perceber que todos se assemelham. Num país onde o Poder Judiciário vê boa parcela de seus juízes vendendo sentenças, é de se tremer na base!

Na Câmara dos Deputados, grande número de parlamentares, sob a liderança de Ronaldo Caiado (DEM-GO), pretende adotar “o sistema eleitoral proporcional com lista fechada”. A matéria, que já foi aprovada na Comissão Especial da Reforma Política, no Senado, é uma das mais antidemocráticas e vergonhosas de que se tem notícia.

Serve para perpetuar figuras rejeitadas pela opinião pública, pois ficarão amparadas pelo véu de lista que esconderão crimes e irregularidades, na dispensa de se submeter ao sufrágio direto seja qual for o critério.

Já se sabe que a maioria dos que se elegem para a Câmara dos Deputados navega na onda de compra de votos que forma onda gigantesca a varrer municípios no dia do pleito. Contam-se nos dedos aqueles que podem ser nominados como representantes legítimos de desejo democrático. E ainda se quer impor a tal lista!

A cada dia as nossas “autoridades” criam e recriam atos perversos que faz com que a falida credibilidade que cada qual ostenta afunde mais e mais no lodo fétido que varre a nação por inteiro. É um convite à desordem, ao desrespeito, à anarquia. Não há Justiça, não há equidade, não há valores que referenciem.

Pois bem: estão preparando o clima para a chegada de um aventureiro. Se este irá demorar no poder ou não nunca se sabe. O que se sabe é que, com o apoio da maioria, virá. Com o propósito de colocar ordem e, por conta disso, trazendo o horror.

Nas sentenças vendidas por juízes corruptos, na roubalheira normatizada pela maioria dos integrantes do Legislativo, nos desvios tidos como normais e que acontecem no Executivo, choca-se o ovo da serpente que irá lançar temível veneno.

A situação brasileira é de incredulidade diante da barbárie que se desenrola aos olhos de todos. O caminho do aventureiro vai sendo pavimentado com força total.

Márcio Accioly é Jornalista.

2 comentários:

Marcus disse...

O que será de nós Marcio, não só na politica, mas na vida cotidiana, o crime compensa, ninguem respeita o proximo, os valores morais estão morrendo, nossa cultura caminha para o lixo (musicas que falam de sexo e idolatram ladrões e traficantes são a moda do momento), o que será de nós?????????????? Ainda não tenho filhos, mas já chego a pensar seriamente se vale a pena colocar uma criança nesse mundo louco. Que Deus nos proteja!!!

Anônimo disse...

dilma avisara que no tocante à energia vinda de Itaipu, não haveira jamais outro apagão. Ontem, uma falha no sistema de transmissão da energia de Itaipu provocou um apagão por 30 minutos nesta sexta-feira, 2, nos Estados do Acre, Rondônia e Mato Grosso.

Como mente a demente!