quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Os Antibrasileiros (V)

Artigo no Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Por Aileda de Mattos Oliveira

“Os sinos dobram pelo BRASIL, parque de diversões de uma camarilha disposta a transformar esta soberana nação em pária internacional.” (Gen. de Brig. Ref. Valmir Fonseca Azevedo Pereira, em “Por quem os sinos dobram”.)

O citado artigo do Gen. Valmir Pereira, frequentemente retorna às nossas caixas de correspondência, e como a camarilha que rapina o Brasil é a mesma há quase dez anos, formada de sinistras, mas refinadas raposas, as palavras do articulista permanecem como um alerta aos desmemoriados brasileiros pouco afeitos à arte de refletir.

Covardes ou acovardados, fingem-se conciliadores com o statu quo político, a fim de não assumirem qualquer responsabilidade com o país, qualificando os que se mantêm firmes na defesa das causas nacionais de “ultrapassados direitistas”.

Enquanto isso, os mercadores das riquezas que fomentariam o desenvolvimento do Brasil continuam agindo nas costas da executiva senhora presidente, que tudo sabe de traições, mas finge tudo ignorar sobre as opacas transações com o patrimônio natural da nação.

Alguns covardes retrucam: “Refletir, para quê? Eles pensam por mim.” Os acovardados dão de ombros: “Lutar para quê? Eles já estão no poder, o que fazer?” E, assim, vão levando as suas vidinhas medíocres de répteis, comendo as moscas que lhes rondam a bocarra vazia de palavras em defesa do seu território, muito mais do que um simples local de nascimento, até serem pisoteados pelo tacão vermelho, símbolo maior da estupidez humana.

Digiram as suas moscas, porque (peço licença ao Gen. Valmir Pereira) quando os sinos dobrarem não será para comemorarem mais um gol da paupérrima Seleção, mas para lamentarem a falência total das instituições pela qual cada brasileiro, que cruza os braços, será apontado como responsável, porque cúmplice, em razão de sua doentia inércia.

Aileda de Mattos Oliveira é Prof.ª Dr.ª em Língua Portuguesa. Articulista do Jornal Inconfidência. Membro da Academia Brasileira de Defesa.

2 comentários:

Ronald disse...

Simplesmente ESPETACULAR
Parabéns pelo texto curto e grosso

Anônimo disse...

Depois disso...impossível ficar inerte. Vamos honrar "A(s) BOLA(s)" pela "SELEÇÃO" - o berço das nossas crianças.
Candidamente FALANDO - as melheres e as crianças são o melhor da pátria, não?
Abraço de tamanduá