sábado, 9 de fevereiro de 2013

Comentando um comentário sobre as abelhas

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Arlindo Montenegro

CARO LGN: A apicultura é apaixonante e à medida que se multiplicam as colmeias as abelhas se encarregam de corrigir os malefícios que os predadores humanos causam à natureza. Lembro a Monsanto e outros fabricantes de agrotóxicos utilizados em algumas lavouras, que matam as abelhas não obstante seu “faro” seletivo. Fato comprovado que eles não admitem.

Não fossem as abelhas, os pássaros e roedores, muitas espécies da flora já estariam extintas. As abelhas sobreviveram à explosão atômica sobre Hiroshima e Nagasaki. Quando você comer uma salada de frutas, ou verduras, ou legumes, lembre que as abelhas contribuíram na polinização das flores, até da grama que alimenta os bichos cuja carne chega às mesas.

“...estaria sob a égide de pequenos grupos humanos o controle dos corações e mentes da humanidade?” Há quem acredite que sim. Há quem nem liga. Há quem nega. Estou entre os primeiros, ressalvando que você refere “corações e mentes”. Vamos considerar apenas para argumentar, que o coração reage às emoções. Que a mente, de fato, é moldada pelos “controladores”. Mas o espírito resiste. É livre. E isto faz a diferença.

A Amazônia, lá nas fronteiras onde impuseram o “território livre da nação Ianomami” ou naquela reserva de onde expulsaram os produtores de arroz, ou nas outras reservas destinadas a pouco mais de 200 mil aborígenes, atuam mais de 300 Ongs financiadas por empresas e fundações estrangeiras. São indigenistas, ambientalistas e pressionam o Congresso Nacional.

Por que será? No polígono das secas onde as Ongs não aparecem, vivem mais de 10 milhões de pessoas sofrendo com as secas e fome. Os nossos aborígenes desconhecem seca e fome, mas estão plantados no território onde existe, ainda inexplorada, a única e maior reserva de nióbio deste planeta. Além do petróleo, água, a maior biodiversidade do mundo, em parte ainda desconhecida, ferro, manganês, ouro...

É um tesouro inestimável que os satélites estrangeiros já mapearam e cujo valor monetário é estimado, por baixo, em 15 trilhões de dólares. Daí a sanha e as imposições dos “controladores”, donos das empresas de petróleo, das fábricas de armamentos, dos laboratórios... Os mesmos que impõem os conteúdos educacionais alimentadores das mentes e as notícias homogêneas, de agências que alimentam emoções.

“Olavo de Carvalho acrescenta dois outros grupos que disputam o espaço humano para governá-lo, o eixo Rússia e China com o comunismo e o Islam tendo a interpretação do Alcorão como condutor.” É a palavra de um grande mestre. Os “democratas” que impõem ao ocidente cristão as ditaduras travestidas de democracia, os comunistas e os islamitas têm um mesmo objetivo: estar no comando de um governo mundial.

Nosso espaço e poder de influência, nosso protesto é ínfimo no ambiente global, mas necessário para expor estes deuses do trono material, suas agências e sociedades secretas e laboratórios de terrorismo. Agem assim por “amor ao próximo” ou para controlar as riquezas da terra? Agem assim por respeito ou por desprezo à humanidade, à ética, à bondade, aos valores e princípios que construíram civilizações?

Os meios utilizados pelos homens, aparentemente conduzem aos fins da ditadura globalitaria. Somente aqueles que priorizam o saber na percepção e presença da força espiritual, livres de fanatismo e ideologias políticas, poderão contribuir para mudar o curso desta história. É necessário reconhecer que o maior valor do homem está ligado à sua própria origem e semelhança. Este conhecimento parece ser ignorado.

Agradeço seus comentários, como todos os demais. Escolhi para o tempo que me resta, vasculhar em fontes pouco conhecidas, que esclarecem alguns porquês e são mais convincentemente documentadas. É o que estou compartilhando. A polêmica é sempre bem vinda e aponta para novas buscas, novos encontros que estimulam a faxina nos compartimentos da ignorancia.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

Nenhum comentário: