quarta-feira, 24 de julho de 2013

Em nome da Greve – O que está faltando?

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Milton Pires

Meus caros colegas, não sou sindicalista, não me atrai em nada a idéia  de fazer greve e me pesa na consciência penalizar uma população já tão sofrida, mas gostaria de começar esse artigo com uma pergunta logo na saída – existe outra alternativa?

Ainda existe entre os verdadeiros médicos brasileiros (não a ralé vendida ao PT) alguém que realmente acredita ser possível negociar com esses petralhas? Quem mata prefeitos não tem medo de médicos, meus amigos! Quem compra o Congresso Nacional com dinheiro vindo das FARC não dá a mínima para saúde do povo! Até quando vamos tratar leões como se fossem cordeiros, hein? Quem argumentar contra greve invocando o sofrimento dos pacientes vai se deixar manipular pela culpa.

Sim, temos sentimento de culpa, meus colegas! Culpa de tudo! Culpa de chegar atrasado no plantão, culpa de não fazer uma troca de turno com um colega, culpa de ter tirado nota baixa numa prova, culpa de ter esquecido algum exame...e por aí vai..Nós nos sentimos culpados por tudo e por todos! Não aguento mais essa besteira. 

Não tolero mais essa visão de supermédico que alguns de nós mesmos ajudamos a construir. Milhares de vezes escrevi que saúde é questão de segurança nacional, de justiça e de ação política – considero insuportável colocar TODA responsabilidade pela saúde brasileira sobre nossos ombros. Resulta daí o tamanho do tombo.

Começa aí a extensão da mentira. Ou termina essa bobagem de saúde “de todos, com todos e para todos” , ou se encerra essa coisa que parece letra de Caetano Veloso de “bem estar físico, mental, espiritual, holístico em várias dimensões” ou vamos sempre ser eternos incapazes. A maior oportunidade que estamos perdendo nesse embate com os petralhas é de discutir o próprio SUS! O santo SUS! Esse “dogma” político..essa “vaca sagrada das divinas tetas” que ninguém, mas ninguém mesmo, tem coragem de questionar. Eu já disse com quem essa loucura começou.

Apresentei pra vocês a história do Sérgio Arouca e mostrei ser um delírio acreditar num sistema de saúde em que todos têm direito a tudo em qualquer lugar sem pagar coisa alguma e quantas vezes quiser! Médicos que se comprometem com uma idéia assim só podem terminar mal porque se tornam reféns da ideia do “supermédico”..do doutor capaz de tudo já que basta a sua vontade!

Meus amigos, já disse que em menos de 30 dias tentaram trazer pra cá 6000 agentes..epa! Eu queria dizer “médicos” cubanos, aumentaram nosso curso em 2 anos e conseguiram vetar o Ato Médico naquilo que tinha de fundamental – pergunto a vocês: O que é que está faltando, hein? Que mais precisamos para declarar a Greve Geral? Tranquilidade de consciência dada pela certeza de não “prejudicar” paciente algum? Pombas! Eu já disse que isso não existe!

Peço a vocês para por favor pararmos com essas “caminhadas” e “paralisações conta gota”. Isso é fazer o jogo dos petralhas! Colegas nossos ligados ao PT é que lucram com isso. Eles conseguem “desmobilizar” a classe médica fazendo diminuir sua vontade...seu comparecimento às assembleias...sua capacidade de decisão! Eu já disse a vocês que essa corja sabe tudo sobre greve. Vão tentar acabar com a nossa falando em dinheiro em primeiro lugar e insistindo em NÃO fazer uma gigantesca paralisação nacional para não “prejudicar” ninguém.

Esses picaretas, meus amigos, esqueceram tudo que estudaram...traíram tudo que prometeram e pensam em primeiro lugar num “reino dos céus da América Latina” governado pelo Socialismo Bolivariano. Eu insisto – não são médicos! São comunistas que existem entre nós como eu mesmo já fui um dia!

Meus amigos, do dia 3 ao 23 já se passaram 20! O CFM já ingressou com Ação Civil Pública. Já está a caminho uma Ação Direta de Inconstitucionalidade – falta só a nossa parte. Paremos o atendimento em todo Brasil! Somente serviços de Emergência (Bloco, CO, UTI e por aí vai) funcionando!

O resto é Greve Geral! Vamos dar a esse partido de canalhas um pouco do gosto do seu próprio remédio e mostrar que fazer greve não foi coisa inventada por eles. Chega de tanto descer!

Chega de se humilhar levando “puxões orelha” de recalcados que não conseguiram ser médicos e agora nos ofendem na internet. Ninguém aguenta mais ! Em nome da Greve Geral eu pergunto – O que Mais está Faltando??

Porto Alegre, 23 de julho de 2013 AVC (antes da vinda dos cubanos)


Milton Simon Pires é Médico.

Nenhum comentário: