sábado, 13 de julho de 2013

Que Deus nos acuda, e o Papa (que é pop) não poupe ninguém

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Leia também o site Fique Alerta – www.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão
serrao@alertatotal.net

“Em nossos tempos, o bem comum está cada vez mais ameaçado pelo crime organizado e transnacional, pelo uso indevido do mercado e da economia, além do terrorismo”.

Vai ser um Deus nos acuda se o Papa Francisco repetir esse comentário para a Presidenta Dilma da Silva ou para o Governador Serginho Cabral, durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Brasil. O Hermano de Dios pontificou tal declaração ao analisar a importância da recente atualização do código penal da Igreja Católica (o Motu Proprio).

Os previsíveis discursos do argentino Jorge Mario Bergoglio, pregando valores essenciais como a simplicidade, a seriedade, a honestidade, a ética e o compromisso com as coisas e causas públicas, devem apavorar nossos políticos. Pelo imenso mal que fazem, eles são autocandidatos naturais ao purgatório ou a uma pena maior, de prisão perpétua, no Inferno. Claro, isto não vai acontecer com a nossa corrupta classe política porque o Diabo não vai aceitar concorrência desleal em seu próprio território.

O primeiro latino a chegar ao posto máximo da Igreja Católica chega ao Brasil no próximo dia 22. Na Jornada Mundial da Juventude, entre os dias 23 e 28, fatalmente será obrigado a encontrar, algumas vezes, com Serginho Cabral. O governador anda pagando caro pelos pecados da vaidade e da luxúria.

A revista Veja o ferrou com a reportagem sobre o “Voo das Babás”. Todo mundo ficou indignado em saber que Cabralzinho usa o Helicóptero oficial do Estado (um sofisticado modelo Agusta, avaliado em R$ 19,6 milhões) para transportar sua família (empregadas incluídas) do Rio de Janeiro até a famosa mansão de Mangaratiba.

Nem o Vaticano, do franciscano jesuíta hermano Papa Francisco, deve ter uma frota exclusiva de sete helicópteros para atender o governador, vice, secretários, presidentes de autarquias e chefes dos poderes, como tem o Estado do Rio de Janeiro.

Certamente, o Papa Francisco que prefere andar de ônibus e andava de metrô na Argentina não gostaria de manter uma frota para taxi-aéreo como a do Cabralzinho – avaliada em R$ 49,8 milhões. Melhor Cabral nem oferecer carona ao pontífice na sua mordomia voadora...

Com certeza, o encontro do Francisco com a Dilma (ou com o Serginho) marcará mais uma simbólica e radical diferença entre o certo e o muito errado.

Que Deus – na figura do Papa - inspire mudanças verdadeiras na mentalidade do brasileiro – viciado historicamente em tirar o máximo de proveito do poder estatal, pela via legal ou ilegal.

Sonhar com isto custa nada... Mas se o Papa (que é pop e não poupa ninguém) der uma ajudinha, junto com o bom Deus, tudo fica mais fácil.

Para a mudança de verdade acontecer, vamos ter que rezar muito e tomar ainda mais vergonha na cara como cidadãos-eleitores-contribuintes.

Afinal, o “milagre” somos nós quem temos obrigação cívica de produzir, urgentemente.

Calma, São Pedro vai te chamar...



Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 13 de Julho de 2013.

7 comentários:

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Muito bom!
Estou alerta e alertando...

Anônimo disse...

O ex-presidento está doento?

Anônimo disse...

A denúncia dos passeios de helicóptero do Cabral, são fichinhas perto de todo lamaçal que a "grande imprensa" esconde e os órgãos fiscalizadores acobertam.

Anônimo disse...

Um texto publicado em um blog, em maio do ano passado, rendeu ao jornalista sergipano Cristian Góes condenação, em primeira instância, a sete meses e 16 dias de detenção – pena convertida em prestação de serviços a entidades assistenciais. A ação foi movida pelo desembargador Edson Ulisses de Melo, vice-presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe e cunhado do governador do Estado, Marcelo Déda (PT).


O texto, intitulado "Eu, o coronel em mim", é escrito em primeira pessoa, como se produzido por um político. Não cita nomes, mas faz referências a supostas situações enfrentadas pelo governador.

"Eu, o coronel em mim

Mando e desmando. Faço e desfaço
Está cada vez mais difícil manter uma aparência de que sou um homem democrático. Não sou assim, e, no fundo, todos vocês sabem disso. Eu mando e desmando. Faço e desfaço. Tudo de acordo com minha vontade. Não admito ser contrariado no meu querer. Sou inteligente, autoritário e vingativo. E daí?

No entanto, por conta de uma democracia de fachada, sou obrigado a manter também uma fachada do que não sou. Não suporto cheiro de povo, reivindicações e nem com versa de direitos. Por isso, agora, vocês estão sabendo o porquê apareço na mídia, às vezes, com cara meio enfezada: é essa tal obrigação de parecer democrático.

Minha fazenda cresceu demais. Deixou os limites da capital e ganhou o estado. Chegou muita gente e o controle fica mais difícil. Por isso, preciso manter minha autoridade. Sou eu quem tem o dinheiro, apesar de alguns pensarem que o dinheiro é público. Sou eu o patrão maior. Sou eu quem nomeia, quem demite. Sou eu quem contrata bajuladores, capangas, serviçais de todos os níveis e bobos da corte para todos os gostos.

Apesar desse poder divino sou obrigado a me submeter à eleições, um absurdo. Mas é outra fachada. Com tanto poder, com tanto dinheiro, com a mídia em minhas mãos e com meia dúzia de palavras modernas e bem arranjadas sobre democracia, não tem para ninguém. É só esperar o dia e esse povo todo contente e feliz vota em mim. Vota em que eu mando.

Ô povo ignorante! Dia desses fui contrariado porque alguns fizeram greve e invadiram uma parte da cozinha de uma das Casas Grande. Dizem que greve faz parte da democracia e eu teria que aceitar. Aceitar coisa nenhuma. Chamei um jagunço das leis, não por coincidência marido de minha irmã, e dei um pé na bunda desse povo.

Na polícia, mandei os cabras tirar de circulação pobres, pretos e gente que fala demais em direitos. Só quem tem direito sou eu. Então, é para apertar mais. É na chibata. Pode matar que eu garanto. O povo gosta. Na educação, quanto pior melhor. Para quê povo sabido? Na saúde...se morrer "é porque Deus quis".

Às vezes sinto que alguns poucos escravos livres até pensam em me contrariar. Uma afronta. Ameaçam, fazem meninice, mas o medo é maior. Logo esquecem a raiva e as chibatadas. No fundo, eles sabem que eu tenho o poder e que faço o quero. Tenho nas mãos a lei, a justiça, a polícia e um bando cada vez maior de puxa-sacos.

O coronel de outros tempos ainda mora em mim e está mais vivo que nunca. Esse ser coronel que sou e que sempre fui é alimentado por esse povo contente e feliz que festeja na senzala a minha necessária existência."

http://www.infonet.com.br/josecristiangoes/ler.asp?id=128810


Anônimo disse...

Se algum desses cubanos que desembarcaram quase secretamente em solo brasileiro, tiver como missão assassinar o Papa?

Anônimo disse...

"O Marco Regulatório do PT submete a Web ao controle do governo. Atividades como as do editor, serão submetidas a censura e patrulhamento oficial, inviabilizando seus serviços.


O governo federal do PT resolveu aproveitar a repercussão do caso de espionagem eletrônica promovida pelo governo americano, para investir mais uma vez sobre o Congresso e conduzir senadores e deputados à aprovação imediata do chamado marco Civil da Internet no Brasil. O governo alega que precisa se defender da espionagem americana na Internet e nos sistemas de telefonia.

Este é um velho desejo dos governos do PT em Brasília e nos Estados.

Nesta terça-feira, a ministra Ideli Salvatti avisou que o governo quer que a Câmara dos Deputados vote ainda esta semana o Marco Regulatório, cujo projeto foi relatado pelo deputado Alessandro Molon, do PT do Rio. O projeto está na Câmara desde julho de 2012, mas até agora os deputados negaram-se a votá-lo."

http://polibiobraga.blogspot.com.br/2013/07/governo-do-pt-usa-desculpa-da.html

Anônimo disse...

"Dilma autoriza venda do Banco Renner ao bispo Edir Macedo

No RS, o bispo Edir Macedo, via sua igreja, a Universal, já controla o jornal Correio do Povo, a Rádio Guaíba e a TV Record.


Sem explicações convincentes, o Banco Central pediu e a presidente Dilma Rousseff autorizou o bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, a comprar 49% do capital do Banco Renner, com sede no Rio Grande do Sul. Seria uma operação corriqueira não fossem dois pontos:


1) Macedo foi classificado pelo BC como investidor estrangeiro, mesmo tendo nascido no Brasil.

2) O bispo não reúne os atributos necessários exigidos pela autoridade monetária para operar no mercado financeiro, entre eles, habilitação técnica. Nunca se soube que Macedo tenha atuado em um banco, corretora ou distribuidora de valores.

A dificuldade do BC em justificar a operação é enorme. Tanto que se limitou a responder o questionamento dos jornalistas por meio de uma nota lacônica:


A participação no capital de instituição financeira nacional de pessoas físicas (brasileiras ou não) ou jurídicas residentes ou domiciliadas no exterior, depende de reconhecimento de interesse do governo brasileiro, se ausentes acordos internacionais ou de reciprocidade."

http://polibiobraga.blogspot.com.br/2013/07/dilma-autoriza-venda-do-banco-renner-ao.html