domingo, 16 de março de 2014

Não vivemos numa Democracia Representativa


O pichador de 1968 teria muito trabalho hoje em dia com o atual regime...

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Humberto de Luna Freire Filho

Por muito tempo condenamos unilateralmente os analfabetos e os beneficiários dos programas de inclusão social  com direito a voto, o que resulta na eleição dessa quadrilha que hoje nos governa. A verdade é que não temos uma democracia representativa. Chegou a hora de mudar o foco da questão. Esse grande número de eleitores, a maioria do nosso eleitorado, não passa de massa de manobra na mão dos corruptos, dos verdadeiros ladrões que infestam e destroem a República há onze anos.

 O Poder Legislativo há muito dispensa comentários. Todos sabemos que não passa de um esgoto, refúgio de bandidos da pior espécie, capazes de, pela criatividade, cara de pau e a reconhecida impunidade, fazer inveja a todo aquele pessoal que hoje ocupa os presídios de segurança máxima.

 O Poder Executivo, a começar pela chefe, abriga um exército de incompetentes que está destruindo a infra estrutura do país. A educação, a saúde, a segurança, a economia estão indo ladeira abaixo, para não falar na patente tentativa de segregar a sociedade, criando castas de privilegiadas minorias, que tentam impor regras para as maiorias. Um sujo proselitismo temperado com hipocrisia. 

O Poder Judiciário através de sua Corte Suprema (STF) deixou, à vista de qualquer cidadão minimamente informado, um regresso civilizatório digno de terceiro mundo ao encerrar o julgamento do mensalão. A nossa Justiça conseguiu demonstrar que, em nosso país, uma mentira vale mais que uma verdade; que o Brasil é um paraíso de ladrões; que a corrupção apesar de endêmica é plenamente aceitável desde que haja moeda de troco.  

Fora da esfera administrativa, vemos mais da metade de nossa imprensa comprometida com a corrupção, recebendo a superfaturada publicidade oficial a troco do silêncio sobre toda a podridão que certamente comprometeria o governo. Nossas maiores empresas privadas contratam obras por valores muito acima do real e não concluem as obras. Mas, nós contribuintes pagamos a conta.

 Tudo isso é o mínimo que se pode dizer do país hoje. Não estamos vivendo uma democracia representativa. A quebra das instituições já se faz necessário para garantir a liberdade e a integridade territorial do pais. Que o próximo dia 31 de Março, 50 anos da tomada de poder pelos militares, sirva para reflexão e uma melhor avaliação do que seríamos hoje se o chamado golpe de estado não tivesse ocorrido. Na minha opinião seriamos, no mínimo, uma Cuba gigantesca ou o território transformado em colcha de retalhos.


 Humberto de Luna Freire Filho é Médico.

2 comentários:

Anônimo disse...

Colcha de retalhos e nossa Constituição mambembe que todos os dias e manuseada e retalhada pelos charlatões do congresso. A dos Estados Unidos tem mais de duzentos anos, eu disse duzentos anos e não as nossa que foi criada recentemente, e uma adolescente que todo o dia e modificada pelo monte de lixo que e esse congresso nacional. O tal de genuíno estava na comissão de constituição e justiça antes de ser preso mexendo na constituição. Que luxo veja a qualificação das pessoas que estão la? Com esses tipinhos defecando no Congresso e levando o nosso dinheiro com suas malditas aposentadorias e malandragens o brasil nunca passara do que e o pais do futuro que nunca chega. Todos que estão no Congresso, Senado tiveram bastante tempo para modificar o pais desde o inicio a democratização, mas segundo o que se ve diariamente os que voltaram vieram para acabar de liquidar a nação em tudo que e instancia. Abaixo esse Congresso e Senados pífios que não nos representam em nada so representam o pt e querem soterrar todos os seus maus feitos. Abaixo Supremo Federal e Supremo Eleitoral, com suas maquininhas fajutas. Abaixo a Presidente poste que fez do planalto a sede dos pt bostas. Vamos ver o tamanho do petardo se a quadrilheira e guerrilheira depois de abrir todos os portos para as nações amigas, dela o que fara para o povo brasileiro que não seja pagar a conta. Para eleição acho que todos que se beneficiam do bolsa esmola vagabundos não deveriam votar. So deveria votar quem paga a conta porque na realidade estes são os que fazem o Brasil andar.

Anônimo disse...

Dr.Humberto: Tudo verdade.Se não vivemos numa democracia representativa,nem numa democracia direta,as duas únicas existentes,certamente estamos na OCLOCRACIA (democracia degenerada,corrompida), concebida por POLÍBIO,historiador e Geógrafo da Antiga Grécia. Tente desenvolver esse aspecto. Ademais,a tal "bolsa família" deveria ser alvo de intervenção da Justiça Eleitoral.É flagrante compra de votos. Ela pune as miudezas e deixa correr livremente as grandes falcatruas eleitorais. Sem dúvida a lei não é igual para todos.(Sérgio A.Oliveira)