segunda-feira, 2 de junho de 2014

EUA investigam remessa de US$ 3 milhões, intermediada pelo doleiro Youssef, para Raul Castro


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Uma remessa de US$ 3 milhões do Brasil para o presidente de Cuba, Raul Castro, chamou a atenção de agentes do Drug Enforcement Administration (a agência anti-drogas dos EUA) que acompanham o desenrolar da Operação Lava Jato no Brasil. A DEA suspeita que o dinheiro possa ter a ver com alguma operação de tráfico de drogas, supostamente tolerada pelo governo cubano. Agentes admitem que as verdinhas também podem ser um mero investimento de integrantes do governo brasileiro em parceria com a família Castro.

O dinheiro foi repassado ao mandatário cubano através do esquema do doleiro Alberto Youssef, investigado pela Polícia Federal e processado pela Justiça Federal, no Paraná. O caso de remessa de dólares aos cubanos pode ganhar contornos politicamente explosivos. Segundo as investigações, a ordem para o envio dos recursos teria partido de Gilberto Carvalho, Secretário Geral da Presidência da República – e um dos ilustres membros da chamada “República de Londrina” – cidade paranaense onde Youssef tinha uma de suas bases. A grana para Raul teria vindo das Ilhas Seychelles.

Durante um jantar sábado à noite, na residência de um executivo de transnacional no Rio de Janeiro, o affair cubano foi revelado por um deputado federal filiado a um dos principais partidos da base aliada do governo. Descontente com o governo Dilma, e praticamente pronto para saltar fora da coalizão com o PT, o parlamentar cometeu outra “inconfidência empresarial” que pode abalar a cúpula petista. Os EUA monitoram uma atípica troca milionária do volume de ações de uma megaempresa do ramo alimentar. A operação foi feita por um bilionário brasileiro em favor da família de um ilustre político petista.

O assunto é acompanhado por uma força-tarefa de 150 funcionários norte-americanos do FBI, SEC (Securities and Exchange Comission) e do Departamento de Justiça. Desde final de abril, eles investigam como membros da cúpula do governo brasileiro interferem na gestão de grandes empresas brasileiras cotadas na Bolsa de Nova York. O alvo dos americanos é entender a atuação de apadrinhados políticos (principalmente petistas e peemedebistas) nos maiores fundos de pensão de estatais, que gerenciam mais de US$ 600 bilhões em ativos de várias companhias listadas na Nyse. A atuação do BNDES, seu braço de investimentos BNDESpar, Banco do Brasil e Caixa é monitorada pelos “pesquisadores” do Tio Sam.

Depois da Copa do Mundo, com a Seleção Brasileira ganhando ou perdendo, bem no meio da campanha reeleitoral, o governo Dilma pode ter uma surpresa muito desagradável com o resultado dessa “pesquisa” feita pelos norte-americanos. A confusão promete ser impactante política e economicamente, porque um dos alvos analisados é a BM&F Bovespa, onde os negócios se consolidam. Oficialmente, os auditores norte-americanos tentam obter mais informações para embasar pelo menos três processos sancionadores abertos na SEC, um outro aberto na Nyse, além de inquéritos tocados pelo FBI – a Polícia Federal dos EUA.

Voo certo

Legados

Por falar nisso, hoje, quando levar a Taça do Palácio do Planalto, tomara que nenhum puxa-saco entregue a faixa presidencial ao Josef Blatter, já que a Fifa comanda o carnaval futebolítico brasileiro, tal qual um Rei Momo, até julho.

Desprincípios    


Dilminha detonada


A petralhada está PT da vida com Falcão e turma do Rappa.

Sábado, em Ribeirão Preto (SP), a 13ª edição do João Rock, considerado o maior festival de música pop e rock do interior, registrou 40 mil pessoas xingando a Presidenta Dilma.

Mudando de lado?


Doações ao Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente conosco poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 2 de Junho de 2014.

19 comentários:

Anônimo disse...

A grande empresa de alimentos seria a MAFRIG? A familia de influente político petista todo mundo sabe quem é.

Loumari disse...




"A vida não passa de uma oportunidade de encontro; só depois da morte se dá a junção; os corpos apenas têm o abraço, as almas têm o enlace."
(Victor Hugo)

Anônimo disse...

COM REPRESENTANTES DAS FARCS OSTENTANDO STATUS DE MINISTRO, NO GOVERNO, PODEMOS ESPERAR O QUE DA NAÇÃO?

Anônimo disse...

Por diversas veze já li notícias neste site, falando que os petralhas estão sendo investigados. Mais até agora não vi nenhum resultado disto.
Quando isto vai acontecer.

Anônimo disse...

Não é querer duvidar das informações, mas seria interessante colocar a fonte.
Senão corre-se o risco de pagar mico, como naquela história do Lula aparecer na Forbes.

Anônimo disse...

Loumari 12:30

Colossal comentário político!

Anônimo disse...

Ótimo que investiguem, mas porque nada é feito?

Anônimo disse...

Não sou tarado sexual, mas se a dilma è assim, gostava de a comer!

Loumari disse...

Anônimo de 12:11 PM,

Vamos supôr que você é o procurador da republica. Você detém em seu poder um dossiê que incrimina os cabeças da élite brasileira, e numa manhã vem tocar a sua porta e lhe apresentam um super Humer, ou um super Mercedes ML, ou um super Audi 5 Sport, e com os documentos em seu nome. O que você vai fazer?

Anônimo disse...

No show do Rappa, a partir de 1min, ouvem-se milhares de pessoas dizendo claramente: Ei, Dilma, dá tomate cru...
O que isso significa? Impopularidade. Agora estou entendendo o desespero dos petralhas.
Não vai ter reeleição.
DILMA, LULLA ET PETRALHAS, VÃO PRA CUBA QUE OS PARIU!

CEL CESAR PINTO - averdadedasmentiras-unknown disse...

TÍTULO - O SOMBRA - O POVO INOCENTE ÚTIL (PIÚ) - A REALIDADE DEMOCRATICA NO BRASIL

PRA FRENTE BRASIL

FALANDO A VERDADE

A QUE PONTO NÓS (POVO E FFAA) CHEGAMOS

REINALDO DE AZEVEDO

02/06/2014

às 3:16

Cardozo considera "inadmissível" união entre black blocs e PCC. É mesmo, é? Além do palavrório oco, o que mais, ministro?

A MUITO TEMPO VENHO AFIRMANDO EM MEU BLOG, QUE O PT (PCO),+ PCC É UM TIME SÓ. DIRIGIDO PELO PT E SEUS COLIGADOS NO GOVERNO FEDERAL É O PARTIDO DO CRIME ORGANIZADO (PCO), QUE GOVERNA ESTA NAÇÃO. A PONTO DO MEU BLOG ESTÁ BLOQUEADO PARA O BRASIL PELOS HACKER DO PT.
ALERTA TOTAL
segunda-feira, 2 de junho de 2014

Explicando o PT - RESUMO:

"Os políticos e a política brasileira são autênticos produtos do patrimonialismo e do coronelismo, ou seja, são uma mistura do conluio do poder estatal e o poder privado com a finalidade de distribuir facilidades e oportunidades. Nesse sistema, que prevalece até os nossos dias, não há cidadãos, há súditos num sistema de troca com o Estado, regido pelo favoritismo pessoal do governante. O Brasil é, portanto, sem nenhuma dúvida, o país do clientelismo, do nepotismo, da corrupção e da inconsciência, da leviandade, da irresponsabilidade, da irreflexão e da injustiça". VEJAM O RESTO NA POSTAGEM

O Abraço do Afogado - RESUMO:

Caros amigos: Franklin Martins, terrorista deportado e sequestrador do embaixador americano, Charles Burke Elbrick, em sua participação no seminário "O golpe, a ditadura e o Brasil: 50 anos", disse não haver, nos dias de hoje, cenário para um novo "golpe" das Forças Armadas e sugeriu que elas deveriam ter um papel maior do que vêm exercendo atualmente, ETC.
Mais adiante, acrescentou que "as Forças Armadas precisam sair do acostamento, onde estão desde 1985" e que os heróis militares não podem continuar a ser Castelo Branco, Costa e Silva, Garrastazu Médici, Ernesto Geisel e João Figueiredo. NOS PAÌSES COMUNIZADOS É ASSIM
QUE FUNCIONAM OS NOTICIÁRIOS DIÁRIOS SOBRE CONTRATAÇÃO DE PESSOAS.

O GOVERNO MANDA FAZER A DIVULGAÇÃO COMO CONTRATADOS

Os órgãos de comunicação social, todos os dias nos seus noticiários diz que o Estado vai contratar policiais militares e civis, para compor os quadros dessas forças de segurança.

DIFERENÇA ENTRE CONTRATADOS E CONCURSADOS

Os cargos concursados, se forem de provimento (ocupação) efetiva - provimento efetivo - dão estabilidade ao servidor público (após 2 anos de estágio probatório - período de prova).Há também cargos contratados (mas que são raros atualmente no serviço público - porque a regra, a obrigatoriedade, é concurso). Os cargos contratados podem ser criados para uma necessidade pública temporária ou emergência. O que não é o caso
É MENTIRA.
ESSAS NOTÍCIAS, SÃO MENTIROSAS E PRÓPRIA DE POLÍTICOS E DE GOVERNOS SOCIALISTAS E COMUNIZADOS. OS POLICIAIS MILITARES E CIVIS NÃO PODEM SER CONTRATADOS, ESSAS ORGANIZAÇÕES, NÃO SÃO FÁBRICAS DE CONTRATAÇÃO DE OPERÁRIOS. SÃO ÓRGÃOS DO ESTADOS REGIDOS POR ESTATUTOS PRÓRIOS, (LEI Nº 443, DE 1º DE JULHO DE 1981 PMERJ E DECRETO Nº 3.044 DE 22 DE JANEIRO DE 1980 DA POLICIA CIVIL) ONDE CONSTAM A ABERTURA DE CONCURSOS PARA JOVENS, DEVIDAMENTE PREPARADOS COM EXIGÊNCIAS ESCOLARES NECESSÁRIAS PARA PERTENCEREM A ESSAS CORPORAÇÕES.
Vamos esclarecer de vez a esses Noticiaristas que as Polícias Militares e Civis não são contratados, são concursados e depois passam na POLÍCIA CIVIL PELA ACADEMIA DE POLICIA (ADPOL) E NA POLÍCIA MILITAR PELO CENTRO DE FORMAÇÃO DE PRAÇAS (CFAP).

É POR ESSES MOTIVOS QUE O POVO INOCENTE ÚTIL (PIÚ), NÃO VAI COMPARECER AS URNAS SUJEITAS A FRAUDES PARA VOTAR, DA MESMA FORMA QUE FAZEM, HOJE, OS SENADORES DA OPOSIÇÃO NA CPI DO SENADO, CRIADA PARA ENGANAR O POVO BRASILEIRO QUE TENTA SABER QUEM FORAM OS RESPONSÁVEIS PELO MAIOR ROMBO E ROUBO DO DINHEIRO DA MAIOR EMPRESA ESTATAL DO PAIS A PETROBRAS, QUE ENRIQUECEU O PARTIDO DOS TRABALHADORES E SEUS MANSALEIROS, O CAIXA DO PT E OUTROS COMPANHEIROS DA CÚPULA DO PARTIDO E DEMAIS MINISTROS DO ATUAL GOVERNO.

Anônimo disse...

Viram essa?

http://correios.com.br/para-voce/avisos/copy_of_chamamento-publico-ceser-ndeg-001-2014

Informamos que para as encomendas acompanhadas da Nota de Tributação Simplificada – NTS haverá a cobrança da Taxa para Despacho Postal. A cobrança terá o valor de R$ 12,00 (doze reais) por objeto e ocorrerá no momento do recolhimento dos tributos (Imposto de Importação e ICMS) nas Agências de Correios.

---

Como se "Despacho Postal" não fosse o trabalho do Correio quando recebeu a encomenda do exterior. Agora é como se o remetente extrangeiro pagasse só até a alfândega e não para te entregar no endereço escrito no pacote.

Nenhum correio do mundo cobra para entregar o que um remetente extrangeiro já pagou.

Tá ficando difícil de ser brasileiro, viu...

Anônimo disse...

A empresa brasileira em questão é a Frioboi.A noticia já saiu ate em noticiário no Paragiai
http://www.capitanbado.com/detalle?id_noticas=46056

Anônimo disse...

Anônimo das 2:51 PM

"Nenhum correio do mundo cobra para entregar o que um remetente extrangeiro já pagou."

Bem, não è assim. Se enviar uma encomenda para Portugal, sempre os malditos portugas em Portugal, mais estupidos que nós que votamos sempre PT, e se na declaração que acompanha a encomenda, o funconário dos CTT escrever em reais de quanto è o frete, quando a encomenda chegar a Portugal, vai para a Alfândega e paga direitos sobre o frete declarado pelo nosso funcionário dos CTT.

Acredite que è VERDADE e posso provar.

Anônimo disse...

Ninguém xingou a presidanta. Os 40 mil brasileiros de Ribeirão Preto só mandaram-na tomate crú...


Lanterna.

Anônimo disse...

Pô, Serrão!!!!!
Ninguém merece ver uma foto daquela anta semi-nua que abre o post de hoje!!
Talvez seja montagem, mas está mais real do que deve ser a pavorosa realidade que as paredes do palhaço da alvorada têm que aturar diariamente.
Cruz credo, tesconjuro!
..................
Quanto ao amigo Anônimo das 1:05 PM, acredito que você não seja tarado sexual. Sua tara, pelo jeito, é a ZOOFILIA!!!!
..................
Paulão
Quá, quá, quá!!

Anônimo disse...

3 milhões só? é pra pagar a caderneta da mercearia?

Anônimo disse...

Ainda sobre a "taxa" do correio:

Imposto sobre o frete nós tambem pagamos e nem adianta que não tenho o valor escrito porque o fiscal tem o poder de dizer quanto foi, assim do nada. Se o frete está embutido no valor da compra (frete grátis) ou o fiscal abusou no valor é você que tem que provar e esperar sentado mais um mês.

Mas isso já é assim faz tempo. A novidade do correio é cobrar pelo trajeto da alfandega até a sua casa pelo qual o remetente já pagou para entregar. Mas note que só paga quando o produto for taxado pela receita e não se passar batido... É uma arbitrariedade injustificável porque o trajeto é o mesmo.

Kozel® disse...

Friboi: O curioso caso do controlador fantasma



Este é mais um caso de “não vi, não sei quem é, não sei de nada” — mais uma vez, de proporções épicas.

A JBS, uma das maiores empresas brasileiras em faturamento, dona da marca Friboi e responsável por aquisições bilionárias nos últimos anos, diz que não sabe quem é o detentor de 13% de seu capital.

A Blessed Holding, uma sociedade incorporada em Delaware, nos EUA, onde há menos exigências legais para a abertura de empresas, aparecia até semana passada como dona de 13% do capital da JBS… até que o jornal O Estado de São Paulo começou a fazer perguntas à CVM.

Na sexta-feira, a JBS alterou a participação da Blessed em seu capital em seu formulário de referência (um documento que as empresas têm que arquivar com a CVM), reduzindo sua participação na companhia para 6,6%, cujo valor de mercado é de cerca de 1,4 bilhão de reais.

Mas o mistério permanece. Quem está por trás da Blessed?

A empresa tem como acionistas duas seguradoras — a US Commonwealth Life e a Lighthouse Capital — sediadas em paraísos fiscais diferentes, mas com telefones e emails para contato iguais. Até agora, ninguém identificou as pessoas físicas por trás das seguradoras.

“Os donos da JBS costumam declarar que não sabem” quem é o dono da Blessed, escreveram no Estadão as repórteres Alexa Salomão e Josette Goulart.

Convém continuar perguntando. Uma empresa do tamanho da JBS não pode correr tamanho risco de imagem, ainda mais quando bilhões de reais do BNDES entraram na empresa nos últimos anos.

O BNDES já investiu mais de R$ 8 bilhões na JBS e hoje é dono de 25% da empresa. A Caixa é dona de outros 10%. Ou seja: dinheiro público é dono de mais de um terço da JBS.

Ao que tudo indica, a Blessed é a criança bastarda de um casamento forçado.

O BNDES foi o padrinho da união societária entre os Batista e os Bertin, famílias que não exatamente morriam de amores uma pela outra. O banco sempre foi credor e acionista tanto da JBS quanto de seu concorrente, o frigorífico Bertin.

Em 2009, com o Bertin vergando sob o peso de R$ 6 bilhões em dívidas, o BNDES decidiu que fazia sentido enterrar a dívida de uma empresa na outra, formando assim um ‘campeão nacional’ cada vez mais ‘too big to fail’.

Logo depois da fusão, a Blessed apareceu no formulário de referência da JBS como parte da cadeia societária que controla a empresa. E em meados do ano passado, virou pivô de uma briga feia entre as duas famílias, com os Bertin acusando os Batista de falsificar assinaturas e roubar-lhes 1 bilhão de reais. Há alguns meses, as famílias chegaram a um acordo pelo qual os Bertin sairão da sociedade, mas a Blessed continua sendo um ponto de interrogação.

Agora, a JBS se prepara para fazer o IPO de uma subsidiária, a JBS Foods. Nunca a necessidade de transparência foi tão grande.

Por Geraldo Samor