quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Caixa Preta da Eleição sem Eduardo: Quem decola?

Eduardo Campos (1965-2014)

Edição Extra do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

A eleição presidencial brasileira se transformou em uma caixa-preta mais enigmática que a do fatal jatinho Cessna 560 XL, prefixo PR-AFA, que caiu no bairro do Boqueirão, em Santos, e matou o presidenciável socialista Eduardo Campos, de 49 anos, que deixa mulher, cinco filhos e uma viúva política. A candidata a vice Marina Silva deve assumir a cabeça de chapa, em convenções e decisões partidárias tomadas após o luto do neto de Miguel Arraes – que, por coincidência macabra, também morreu em um dia 13 de agosto, em 2005. O destino às vezes é cruel.

A pergunta feita no meio político, abalado ou espantado com a tragédia é: quem se beneficia ou se prejudica com a saída de Eduardo da sucessão presidencial? Em princípio, Marina Silva deve herdar os votos que seriam dados a Eduardo – cuja candidatura vinha em ligeiro crescimento de intenções de voto nas pesquisas, principalmente em Pernambuco. Agora, com o chamado efeito “ninguém vence morto no Nordeste”, a “viúva” Marina tende a ficar com o legado do falecido. Marina pode não decolar – e sofrer uma queda na sonhada arremetida – porque o empresariado, sobretudo o agropecuário, não a tolera.

Se o voo de Marina não se tornar viável, mesmo explorando a morte de Eduardo Campos, o cenário fica ainda mais no estilo de uma imprevisível caixa-preta aeronáutica. A saída de Eduardo pode beneficiar Dilma? Petistas otimistas já apostam que sim. Outros, mais realistas, duvidam que isto ocorra. A vivacidade nordestina de Eduardo vinha tirando votos do PT em Pernambuco. Agora, por força psicológica da tragédia, Eduardo pode tirar ainda mais - estando morto. A dúvida mortal é se tal voto migra para Marina ou se Aécio Neves consegue herdar alguma fatia.

Estrategistas tucanos se mostravam preocupados no luto por Eduardo. A tendência natural é que a campanha ganhe um tom emotivo, saudosista. Nos próximos três a cinco dias, enquanto durarem as especulações sobre as causas do acidente, o velório de Eduardo e o sepultamento de seu corpo, nenhum tema polêmico, ofensivo, ganhará destaque na campanha eleitoral. Lava Jato e outros escândalos que podem surgir, junto com os problemas econômicos imediatos (carestia, risco de subida dos combustíveis e das tarifas de energia), vão para o segundo plano.

Temporariamente, o clima fúnebre concede um alívio nos ataques da “oposição” contra Dilma Rousseff – cabra marcada para morrer nas urnas eletrônicas, a não ser que o fantasma da fraude reeleitoral eletrônica a ressuscite. Aliás, Dilma posará de velha amiga do falecido Eduardo, que foi colega dela no governo Lula, na tentativa de herdar uns votinhos a mais dos nordestinos. Aécio Neves tende a ser posto em terceiro plano no cenário imediato pós-Eduardo. O clima pesado não recomenda posar de carpideira falando mal da Dilma, enquanto vigorar o luto de Eduardo – que Marina e Dilma tenderão a prolongar, por motivos contrários ou não.

A campanha de 2014 continua aberta. Ainda é forte a chance de derrota de Dilma Rousseff – implodida pela Oligarquia Financeira Transnacional e por grande parte do empresariado brasileiro, incluindo alguns que lucraram durante a desgovernança petista. Aécio Neves ainda precisa mostrar mais poder ofensivo, principalmente nas propostas concretas para a área econômica – o ponto fraco contra Dilma. A petista arrependida Marina fará a parte dela no teatrinho do João Minhoca eleitoral. Se conseguir crescer nas pesquisas de intenção de voto, tem chances de contar com o mesmo apoio que Aécio tem dos controladores globalitários. Novamente, a ressalva contra Marina é seu discurso radicalóide contra o agronegócio – que vinha digerindo o estilo light de Campos, mas que não consegue engolir a “verde-apimentada”.

Campanha eleitoral é um perigoso sobe e desce. De candidaturas, viáveis e inviáveis, ou de jatinhos forçados a aturar toda sorte de condição climática, geográfica e aeroportuária, no pousa e decola dos vários compromissos de campanha em um dia que só tem 24 horas. Acidentes acontecem. O Brasil já vive um acidente histórico com a turma do PT (Perda Total) infestando a máquina federal há quase 12 anos. Os brasileiros querem mudanças. Mas o risco de tudo mudar, para ficar a mesma coisa (como no provérbio francês) parece uma ameaça constante.

O velho Karl Marx já pregava que tudo que é sólido desmancha no ar. A maldição marxista vale para jatinhos e candidaturas. Tão doloroso quanto o drama da família de Eduardo Campos, que se foi para sempre do nosso mundo profanado pela politicagem, é o drama do eleitorado brasileiro. Ao menos na via eleitoral, não temos opções políticas seguras, de comprovada qualidade, com compromissos claramente definidos para mudar o Brasil para melhor, em substituição urgente à desastrosa Dilma – que o desgastado Lula deve chamar, carinhosamente, de “meu poste”.

O PTitanic afunda em alta velocidade. Mas, antes dele, foi o avião do Eduardo Campos que se espatifou a cerca de 240 Km/h, aparentemente em uma falha (humana ou mecânica) na tentativa de arremetida no pouso abortado, por causa do tempo ruim, na Base Aérea de Santos. Eduardo e outros seis tripulantes perderam a vida nos quinze segundos após a manobra – que, se fosse bem sucedida, levaria mais 15 minutos até um pouso seguro em Congonhas ou no Campo de Marte, em São Paulo.

Eduardo Henrique Accioly Campos morreu. Outros serão vitimados na campanha eleitoral. Que Deus nos acuda e livrai-nos do mal que desgoverna o Brasil – que um dia já foi a Terra de Santa Cruz.

E, por falar em clima de luto: Ricardo Lewandowski foi eleito Presidente do Supremo Tribunal Federal... Eita 13 de agosto...   

Doações ao Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente conosco poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.
                           
Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 13 de Agosto de 2014.

16 comentários:

Loumari disse...

É só um princípio. O que se pode esperar de uma sociedade que cuja atmospera só difunde enxofre???

Eu não fiz aqui um post onde eu disse: Cuidado com o despotismo???

Jayme Guedes disse...

Nesse exato momento, quem sai ganhando é a Dilma. Para o Aécio não poderia ser pior. Sem o ECampos, para quem irão os votos do nordeste?
A julgar pela qualidade do eleitor brasuca, a Dilma acaba de vencer a eleição.

Jayme Guedes disse...

Nesse exato momento, quem sai ganhando é a Dilma. Para o Aécio não poderia ser pior. Sem o ECampos, para quem irão os votos do nordeste?
A julgar pela qualidade do eleitor brasuca, a Dilma acaba de vencer a eleição.

Anônimo disse...

Vamos acompanhar bem essa investigação, o avião não caiu, ele explodiu. Um avião novo, moderno. Um primo piloto me disse que a arremetida para esse avião é algo banal, poderia ser tentado três ou quatro vezes, sem problemas.Fiquemos de olho, Almeida

Anônimo disse...

Sr. Serrão e o BH23?

Anônimo disse...

O navio americano ainda está ancorado na Rio?

Anônimo disse...

Sr. Serrão, Boa noite,

Marina Silva e Aécio Neves representam "alas" distintas, talvez até adversárias dentro de um poder controlador maior ou são dois cavalos de um apostador só?

Obrigado

Anônimo disse...

A vitória do Aécio Neves se torna um pouco mais difícil, mas com certeza as chances de reeleição de Dilma agora diminuíram muito.
O 2° turno agora é certeza. O problema é que Marina representa a continuidade desse projeto falido do PT.
No meio do agronegócio ela não é bem vista. É a sininho da floresta, muito ligada à ONGs estrangeiras. De qualquer forma me parece que o Brasil continuara na vanguarda do atraso.

ARS disse...

Terra de Santa Cruz é a terra do calvário.

Anônimo disse...

Humm...problemas mecanicos?!? sei..

Apuração de acidentes aéreos se torna sigilosa com nova lei

Presidente Dilma Rousseff sancionou na sexta-feira a Lei 12.970, que torna sigilosa a investigação de acidentes aéreos feitos pela Aeronáutica. Com a nova norma, publicada ontem no Diário Oficial da União, o acesso da polícia e do Ministério Público às gravações das caixas-pretas de dados e de voz do avião só poderá ocorrer mediante decisão judicial

http://noticias.terra.com.br/brasil/apuracao-de-acidentes-aereos-se-torna-sigilosa-com-nova-lei,2419b716ed5e5410VgnVCM3000009af154d0RCRD.html

Anônimo disse...

A morte do Campos tiraria muitos milhões de votos de Dilma no Nordeste, pois ele era bem cotado na sua região, o tal voto sentimental em homenagem a ele.
Quanto a Dilma e Marina, evangélica "progressista, rimando direitinho com comunista, era ex do PT, não sei qual delas seria pior!
Aecio seria beneficiado nesse caso!

Cristiano disse...

13 de DESGOSTO!

Pelo que disse Jayme Guedes, fica patente que o acidente foi provocado para que os votos do Pernambuco e parte do nordeste sejam direcionados à Filha-DILMA-PuTa.

Cristiano disse...

No momento em que eu teclava com um amigo dizendo que o povo do Brasil estava brincando com Deus, acontecia o acidente.

Anônimo disse...

Como tem babaca nesse mundo,achar que o PT tem alguma ligação com o acidente é coisa de gente besta!!!!

Loumari disse...

Anônimo de 8:45 AM

Você está a defender o indefendível. Apesar de que se diz que a melhor defesa é o ataque.
Que há gato encerrado, sim há um gato encerrado. E de tamanho.

Ronald disse...

Anônimo das 08:45,

Ou você é idiota ou um canalha ! Para um partido-seita que já matou prefeitos e testemunhas, para um partido-escroto que apóia o ditador-assassino-traficante-cubano, para um partido-PilanTra que apóia o Irã, a Síria e outras pocilgas semelhantes, toda e qualquer suspeita é válida.

Mas para você, um escroque soldista de carteirinha, o melhor seria procurar saber quem foi o filho da puta que fornicou a filha da puta que o defecou e destarte poder preencher o campo destinado ao nome do pai em sua certidão de defecação, se você não fosse um indigente vagabundo seria uma certidão de nascimento !

Vá te catar filho de vagabunda !