sábado, 23 de agosto de 2014

Ele, sim, governa o Brasil


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Aileda de Mattos Oliveira

Dizem que se avalia um homem pelas suas ações na vida pública e privada. Comecemos com as da vida pública dos parasitas da Nação.

Do centro babilônico do poder, fermentam conceitos doutrinários que se materializam em ações predatórias, varrendo o País numa síndrome de improbidade e de promiscuidade que o vem desmantelando, desgraçada e impunemente.

Quaisquer cargos são meios de debilitar o Estado pelo caráter corrompido de seus ocupantes. Assim, prevarica o homem político brasileiro, sem pudor, sem responsabilidade, sem deveres, sem obrigações quanto aos destinos da Nação. Sanguessugas incrustados em todas as instituições para facilitar a engorda de seus negócios escusos.

Parceiros da presidente ajudam-na a tornar-se vitalícia e cumprir a promessa a Fidel de implantação do socialismo no Brasil. Não importa a incapacidade no trato da coisa pública; não importa a incivilidade no trato diplomático. Irmanam-se em tornar privado o que é público para comprar o coletivo.

O homem da Justiça submete-se. O homem da Imprensa bajula. O homem da Educação perverte. O homem da Saúde insensibiliza-se. Minúsculos diante da grandeza do País, que mesmo vítima das ações dessas almas mais degeneradas do que a de Dorian Gray*, não se deixará subjugar à psicopatia da ideologia infame.

Vejamos, agora, as ações de um homem, retaliado por esse bando de incapacitados que emperra o País.

Ele jurou defender a Pátria. Vive em regiões longínquas, convive com a população relegada. Movimenta-se com a família, de tempos em tempos, sem objeção, pois a abnegação em dedicar-se, disciplinarmente, às obrigações de seu ofício engrandece-lhe o espírito. Este é o homem: o Militar Brasileiro, de Sempre!

É a ele que cabe o estudo minucioso do Brasil, nos seus mais distintos aspectos. É a ele que cabe estabelecer um corpo estratégico de defesa, não a um político mercador, condicionado à compra e à venda de favores; não a um Ministro da Defesa de fancaria, garimpado num veio esgotado.

É dele o trabalho de assistência às populações locais e em calamidades, ações do poder público, sempre omisso, ignorante dos problemas nacionais. É a ele a quem recorre o índio necessitado de atendimento, que devia integrar-se à sociedade e usufruir de seus benefícios, participando do desenvolvimento da Nação, como brasileiro que é.

É a ele que recorrem as Secretarias de Segurança, quando seus métodos paliativos, sem planejamento, fracassam pelo jogo de interesses. É ainda a ele que clama a população sem vontade, ingrata e injusta para o restabelecimento da ordem que o caos estimulado pelo governo antidemocrático desestabiliza.

É a ele que cabe preencher a ausência de políticas públicas na Amazônia, ficando nas mãos das OM de fronteiras a responsabilidade de escolas, professores e alunos dos Ensinos Fundamental e Médio e de centros profissionalizantes, pela inação governamental.

É ele que leva a língua portuguesa aos mais distantes pontos do País, mantendo a unidade territorial por via da unidade linguística.

É ele que, com lisura e seriedade, constrói estradas e poços, levando brasilidade aos brasileiros de pontos esquecidos do Brasil.

Ante a clamorosa diferença entre as ações egocêntricas do homem político e as ações que visam ao bem comum do homem militar, conclui-se que a conduta moral é inerente ao homem da caserna.

Por reconhecer a seriedade na execução das ações em defesa do País e de sua população, a parte consciente da sociedade aplaude a reta conduta do Militar Brasileiro, de Sempre, e rende-lhe homenagens neste seu dia 25 de Agosto, Dia do Soldado, por constatar ser ele o homem que, realmente, governa o Brasil.

*Personagem de Oscar Wilde. Permaneceu jovem, mas a sua alma se decompôs.


Aileda de Mattos Oliveira é Dr.ª em Língua Portuguesa, membro da Academia Brasileira de Defesa.

2 comentários:

Loumari disse...

Retirai-vos, retirai-vos, saí daí, não toqueis coisa imunda: saí do meio dela, purificai-vos, os que levais os vasos do Senhor.

Porque não saireis apressadamente, nem vos ireis fugindo; porque o Senhor irá diante de vós, e o DEUS DE ISRAEL será a vossa rectaguarda.
(ISAIAS 52:11)



Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado. (JOÃO 9:34)

Loumari disse...

Extrema corrupção nos últimos tempos

SABE, porém, isto; que, nos últimos dias, sobrevirão tempos trabalhosos;

Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos,

presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,

sem afecto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, crueis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,

tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.

Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias, carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências;

Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade.

E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim, também estes resistem a verdade,

sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto a fé.

Não irão, porém, avante; porque a todos será manifesto o seu desvario, como também, o foi o daqueles. (2 TIMOTEO 3 )



Exortação a perseverar na sã
doutrina e a pregar em todas as ocasioes

Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, amor, paciência,

perseguiçoes e afliçoes, tais quais me aconteceram em Antioquia, em Icônio e em Listra;

quantas persiguiçoes sofri, e o Senhor de todas me livrou;

E, também, todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus, padecerão persiguiçoes.

Mas os homens maus e enganadores, irão de mal para pior, enganando e sendo enganados.

Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido.

E que, desde a tua meninice, sabes as sagradas letras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.

Toda a escritura, divinamente inspirada, é proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça;

para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.
(2 TIMOTEO 3:10 )


Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.
(APOCALIPSE 22:15)



Eu sou a porta: se alguém entrar por mim, salvar-se-à, e entrará, e sairá, e achará pastagem.
(JOÃO 10:9)



O ladrão não vem senão a roubar, a matar e a destruir: Eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.

Eu sou o bom Pastor: o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas.
(JOÃO 10:10)



NA VERDADE, na verdade vos digo que, aquele que não entra pela porta, no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador. (JOÃO 10)