domingo, 21 de setembro de 2014

CPI da Petrobrás - farsa, farsantes patifes, covardes e canalhas


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Gilberto Serodio

CPI da Petrobrás, vamos ao que considero relevante. 

O Paulo Roberto Costa resolve confessar, a rainha das provas, ainda que tendo que provar documentalmente o que disse, mas a PF já tem muitas informações e documentos.  São três vertentes: a dos políticos - concluída - das empreiteiras, empresas detentoras de contratos de grandes valores, e as empresas trading de petróleo, tipo a GlenCore que é maior que a Petrobrás sem produzir uma gota de petróleo. 

Parte do depoimento da primeira fase, naturalmente, vaza para a Sujíssima Veja, os nomes de Renan Calheiros, Eduardo Alves, Vacarezza,  Roseana, Sarney e outros notórios venais da política a Brasileira, e até do "vestal"  Eduardo Campos (depois de morto todos viram santos e heróis). Daí a tal CPI resolve convocar o delator, que lógico, não respondeu nada, até para não prejudicar as investigações em curso pelas Autoridades Policial e Ministerial Federais. 

Querem fazer sessão secreta quando tudo deve ser público - estão devendo acabar de vez com essa sordidez de voto secreto. Agora pouco um dos membros dessa farsa de CPI, que não vai chegar a nada, como mostra a experiência, promovida por Congresso sem moral ou autoridade alguma, vem  dizer na TV que vão convocar a mulher,  filhas e genros do Paulo Roberto Costa, revelando o quanto estão em pânico e são covardes, canalhas. Por que não chamaram mulheres e filhas dos Mensaleiros? 


Ora bolas, não somos idiotas, porque essa CPI fajuta não convoca os denunciados pelo Paulo Roberto Costa para dar explicações e satisfações ao povo Brasileiro, cidadão contribuintes e eleitores? Aqueles que mantém aquela pocilga desmoralizada até em filmes nacionais nos circuitos de exibição, nós que pagamos nababescos salários e mordomias. Secreto uma ova seus patifes! Eu quero ver Sarney e filha, Renan Calheiros, Lobão, Eduardo Alves, Collor e outros denunciados, virem a público na CPI, explicarem como o nome deles são citados e acusados de cumplicidade em esquemas de propinas, por um ex.diretor da Petrobrás que confessou recebeu propina. 

Houve época em que homens de honra tiravam a vida apenas por verem seus nomes envolvidos em denuncias de falcatruas e crimes. Mas essa gente não sabe ou se importa com honra só querem saber de dinheiro e poder. Por muito-muito-muito menos, em 1964 os Militares tiraram essa corja do poder, aliás, Jango e outros fugiram, amarelaram.



Gilberto Serodio é Cidadão.

Nenhum comentário: