terça-feira, 1 de outubro de 2019

Engazopou a Geringonça



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Mesmo em tempos de injeção eletrônica, o problema acontece nos motores planaltinos.

Dicionariamente, o verbo transitivo direto engazopar também significa “fazer alguém cair em erro ou engano, iludir ou mentir”.

Assim, nosso querido Mito corre o risco de se tornar o querido Mico!

Acerta no atacado, erra no varejo ou vice-versa. Tanto faz.

Nós, na torcida atrás do gol da selecinha no dia do 7 x 1, gritávamos desesperados para o guarda-metas: “Invita a menas a castrofe!”. Não deu!

Assim estamos, os patriotas, tentando alertar o Presidente Bolsonaro de que o mundo real não é uma conta do Twitter.

A verdadeira prioridade é combater o desemprego. Em seguida, desratificar (desfilhadaputificar) os sabotadores ainda infiltrados na máquina governamental.

Mais dia menos dia, nosso amável Presidente, dar-se-á conta que terá sim ou sim de convocar a Intervenção prevista no art. 142 da Constituição Federal. Sem ela, todo seu esforço é um trabalho de Sísifo.

Duro será convencer dona Onça da necessidade da medida.

A felina não quer quebrar ovos para fazer omelete. Refugia-se nas palavras de Hamlet: “Ser ou não ser, eis a questão!”. Manda Ofélia para um Cão vento e a Pátria prum orfanato.

E nós, aqui, pagando o pato.

Seria patética (ou talvez ganséptica) a infecção decorrente da feliniana omissão.

Como já é outono na terra do Bardo de Avon, continuemos com esse fardo.

(Em francês é mais chique): “E eu me vou ao vento mau, que me leva de um lado para o outro, como uma folha morta...”. (Paul Verlaine)

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

2 comentários:

Anônimo disse...

Dona onça, dona onça, os maiores inimigos da pátria, está no poder aqui no Brasil. Vai esperar perdermos a Amazônia para tomar providências?

Anônimo disse...

http://aluizioamorim.blogspot.com/2019/10/enquanto-grande-midia-nacional-maltrata.html