segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Sobre Deus, Religião e Política



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Milton Pires

“Deus é uma realidade física, natural, eterna e substancial – é a máquina, o computador de TUDO. A Fé é um Sistema Operacional (como Windows ou Linux) que EU comprei. Espiritismo é um programinha que roda muito bem. É leve, gratuito, pode ser atualizado, não trava e não tem vírus”.

Sobre esta analogia acima, até certo ponto ridícula, diga-se imediatamente o seguinte:

1. Deus me livre de querer que essa coisa que eu escrevi seja válida para Humanidade. Fui EU quem inventou isso. Isso vale pra MIM.

2. Deus me livre de chamar isso de “religião”. Um dia, se Deus quiser, não vai mais haver religião nenhuma, nem Igreja, nem NADA. Deus vai ser uma realidade autoevidente e dificilmente alguém vai precisar falar nele em público. Religiões vão acabar.

3. Deus me livre de considerar isso um “sistema de pensamento”. O que une a loucura, o delírio de um sistema religioso, de um sistema político e de um sistema científico é a palavra “sistema”. Sistemas são construções que pretendem ser:

a) Uma Teoria do Conhecimento. O que eu escrevi lá em cima NÃO É!

b) Uma Teoria da História. O que eu escrevi lá em cima NÃO É!

c) Uma Teoria sobre o “Destino da Humanidade”. O que eu escrevi lá em cima NÃO É!

Eu sei lá qual é o “destino da Humanidade”. Eu vivo procurando o MEU destino e o que eu escrevi no início SÓ SERVE pra mim. Eu ainda sou capaz de tolerar a existência de “sistemas” que sirvam para olhar para o PASSADO e para o PRESENTE da Humanidade, mas Deus me livre de sistemas que pretendam dar resposta para o futuro. Todo horror, toda desgraça da vida sobre a face da Terra, veio destes “sistemas” que pretendiam ter descoberto a “chave para o futuro” do Homem.

Só EU tenho uma História, a História é só minha. Eu nasci, estou vivo e vou morrer. O que vai acontecer depois de minha morte é uma explicação que encontrei PRA MIM, não para a Humanidade. Não SEI qual o “destino dela”, não. Essa parte “não é comigo” mesmo que eu seja uma fração dela.

COMENTÁRIO DE ALGUÉM QUE ACABOU DE LER:

Quanto Egoísmo e Solidão, meu Deus do Céu...

RESPOSTA:

Concordo! Até eu achei egoísta, sim...mas, graças a Deus, fui sincero. Não menti para Deus, nem para mim mesmo...nem pra ninguém.

Milton Pires é Médico. Editor do Ataque Aberto.

Nenhum comentário: