terça-feira, 24 de dezembro de 2019

Sem Pulo


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por H. James Kutscka

Nesse final de semana, em que o Flamengo depois de uma atuação espetacular, sagrar-se Campeão Brasileiro de Futebol, ganhar a copa Libertadores da América para somente deixar escapar a Copa do Mundo Inter Times, porque um brasileiro chamado Firmino, (que em nossa seleção nunca foi lá essas coisas) resolveu marcar um gol bem quando não devia. A seu favor, devemos notar que a bola foi levemente desviada de sua trajetória enganando o goleiro.

Mas vamos ao que nos interessa: no esporte bretão, existe uma jogada conhecida pelos narradores (pelo menos os brasileiros) como “sem pulo”. Nela o atleta recebe o passe e interrompe a trajetória da bola ainda no ar, pregando-lhe um violento chute na orelha, (como diriam os radialistas da velha guarda) que normalmente pegava o goleiro totalmente com as calças (ou calção) nas mãos, levando a torcida ao delírio.

Saindo da área de disputa esportiva e entrando na política, quero crer que nosso capitão Bolsonaro, após um ano inteiro de tentativas de marcar um gol redentor, cansou-se as faltas e  artimanhas da esquerda,  que o impediam  de jogar  e partiu para o sem pulo, para  verdadeiro delírio daqueles que votaram nele  e esperavam  por uma reação  do estilo.

Há alguns meses, perguntado por um repórter inconveniente em meio a um encontro com apoiadores:

- E o Queiroz?

Respondeu na “lata”:

- Está com sua mãe.

Estava inaugurado o sem pulo político.

- O que o senhor acha das declarações de Greta Thunberg  na ONU?

- Não passa de uma pirralha mimada (o “mimada” é por minha conta). 

-  E o fogo na Amazônia?

Quem bota fogo na Amazônia são brigadistas das ONGS sustentados por idiotas úteis, como Leonardo de Caprio e Gisele Bundchen.

- E Macron?

- Macron é amargo por ser casado com uma velha feia.

Não sei vocês, mas eu estou adorando.

No momento em que escrevo este artigo, os jornalistas investigativos, através de seus órgãos de classe reclamam dos modos pouco ortodoxos com os quais são tratados, quando investigam o filho do presidente no caso da “rachadinha”. Dizem que são desrespeitados no mínimo a cada três dias, de acordo com o Jornal Nacional da Globo.

Não estou aqui para defender ninguém, mas a tal de “rachadinha” é quase uma instituição na ALERJ, a pergunta então é: onde estavam estes jornalistas investigativos nos últimos trinta anos?

Diante de tal pergunta ficam cheios de mi, mi ,mis, sugiro a nosso presidente que se utilize  ( já que começamos falando de futebol ) de uma frase do grande Silvo Luiz  e os mande ir chorar na cama que é um lugar quentinho.

Tentar derrubar a direita não é um fenômeno nacional.

Nos USA,  a câmara acaba de decretar o impeachment de Donald Trump,  por usar  de pressão econômica  para “obrigar” o governo da Ucrânia, investigar os negócios do filho de Joe Binden ( seu .possível  adversário democrata nas próximas eleições) no país.   

Os deputados democratas, maioria na câmara, babam nas gravatas de satisfação, mesmo sabendo que serão derrotados no senado. Estão apenas esperneando para a plateia de esquerda, que está tendo uma ejaculação precoce como adolescentes na primeira transa.

Aqui o problema a ser enfrentado é o do filho do presidente, da gasolina que nesta semana sem explicação lógica, (já que o dólar está baixando), em alguns postos chegou a quase R$ 5,00, e do aumento criminoso do preço da carne.

Teorias da conspiração? Temo que não!

Imagino que nossos congressistas, que tiraram o bode da sala diminuindo de três bilhões e meio para dois bilhões, sua proposta para o descarado fundo eleitoral para as próximas eleições, esperem que Bolsonaro passe recibo de idiota e não vete o que poderíamos chamar de “ manobra do rabino”.

Os canalhas passaram o ano todo impedindo o presidente de governar, chegou a hora da revanche.  Dê um sem pulo neles presidente!

Em tempo: Desejo a todos meus leitores e ao Brasil um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de saúde, paz e amor, o resto será consequência.

H. James Kutscka é Escritor e Publicitário.

2 comentários:

Sérgio Alves de Oliveira disse...

Essa da "rachadinha"com os vencimentos dos assessores dos parlamentares estaduais cariocas ser "rachada" com os deputados como prática habitual bem antiga, demonstra que os polítcos cariocas efetivamente são os mais sujos e corruptos de todo o Brasil,sem que com essa afirmação se "absolva" os demais,que também são corruptos, porém "talvez" um pouco menos. E pelo visto estamos "ferrados", por causa da "cariocada" que se alojou no governo. Será que o "chiado" carioca teria alguma coisa a ver com a corrupção?

Anônimo disse...

Se Bolsonaro puder fazer, assinar um "FUNDÃO PARTIDÁRIO ZERO" muitos pançudos perderão suas panças a olhos vistos! Bivar veria o seu PSL voltar ao que era, um "NANICO VOCACIONADO"! David BATORÉ Alcolumbre e Rodrigo NHONHO Maia ficarão "fininhos", ou com as "cinturas fininhas" como exigem os técnicos de futebol de seus atletas! Se Bolsonaro tiver sucesso neste "gol de sem pulo" ou "de placa" a torcida do APB-aliança pelo Brasil e os corruptos ficarão enlouquecidos por "motivos opostos"!