terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Um arremedo de Dom Quixote


Capa do primeiro livro

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

“Quixote mistura fantasia e realidade, se comportando como se estivesse em um romance de cavalaria e transformando obstáculos banais (como moinhos de vento ou ovelhas) em gigantes e exércitos de inimigos.

É derrotado e espancado inúmeras vezes, sendo batizado de "Cavaleiro da Fraca Figura", mas sempre se recupera e insiste nos seus objetivos.”Dom Quixote de Miguel de Cervantes: resumo completo e análise

Um amável leitor disse :”Pobre Mantiqueira! Ainda acreditando na esperança, o verdadeiro ouro dos tolos. “

É a pura verdade. Insisto em meus objetivos!

No momento, luto como posso contra os traidores da Pátria e/ou ladrões.
Já fui derrotado e espancado inúmeras vezes mas sempre me recuperei.

No primeiro ato da ópera “Rigoletto” de Verdi, um velho insultado e destruído pelo poderoso do dia, roga-lhe uma praga (uma maldição).

Faço o mesmo com os canalhas, os arrogantes e os omissos.

Lembrar-se-ão sempre de mim. Ouvirão a voz de suas consciências repetir à náusea: Aquele velho me amaldiçoou !

Talvez seja ingênuo, mas acredito no ditado :”Aqui se faz, aqui se paga”.

Os que desviam dinheiro da Saúde, da Educação e da Segurança para seus bolsos, não perdem por esperar.

Suas felonias voltarão como bumerangues às suas cabeças.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

3 comentários:

Unknown disse...

O exército de Bracaleonne talvez derrotasse o exército de Stédile...Às armas!

Hilton Kutscka disse...

Excelente!

Anônimo disse...

Quem crê em Deus não roga praga, mas reza pelo inimigo, para que a influência demoníaca sobre ele seja desfeita. Como diz São Paulo em Romanos 12:19-21:
[Amados, jamais procurai vingar-vos a vós mesmos, mas entregai a ira a Deus, pois está escrito: "Minha é a vingança! Eu retribuirei", declarou o Senhor.
Ao contrário: Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porquanto, agindo assim amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça. Jamais te entregues ao mal como vencido, mas vence o mal com o bem!]