sábado, 4 de abril de 2020

Solução Mourão? Grande chance para 2022



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Siga-nos no Twitter - @alertatotal

Narrativa golpista de esquerdopata é malandragem pura. Veja o comentário do governador do Maranhão, Flávio Dino, do PC do B, focado em destruir a imagem do Presidente Jair Bolsonaro enchendo a bola do Vice-Presidente Antônio Hamilton Mourão: “Tivemos uma reunião com diálogo técnico, respeitoso, sensato. Claro que Mourão não é do meu campo ideológico. Mas, se o Bolsonaro entregar o governo para ele, o Brasil chegará em 2022 em melhores condições”.

A mesma narrativa ganha eco com a edição 2.621 da Revista ISTOÉ, cuja capa traz a manchete: “A Solução Mourão” – Alternativa constitucional para dar rumo ao País. Em manobra cadenciada com boa parte da extrema mídia tupiniquim, a  publicação defende a “tese” de que o Presidente Jair Bolsonaro “perdeu as  condições de governabilidade”. Por isso, conforme a publicação, colocar o vice no lugar do titular  seria uma ideia bem vista por ministros do STF, pela cúpula do Congresso Nacional e até por militares de alta patente.

A publicação adverte que, “no caso da crise se agravar, é possível que o governo seja informalmente dirigido por um comitê de ministros, ou por meio de uma maior participação dos militares”. Acontece que, mesmo sem o agravamento previsto pelos opositores, o General Braga Netto, ministro chefe da Casa Civil, já foi escaldo para cumprir a função de “meio-campo” gestor do governo. Assim, Bolsoanro fica mais solto, livre e desimpedido para cumprir seu papel político de Chefe de Estado.


Enquanto eleva Mourão nas alturas, o texto da ISTOÉ detona Bolsonaro com a pura narrativa de canhota – marcada pela subjetividade e mentira: “Nunca o País teve um mandatário no papel de paria mundial. Está cada vez mais clara a sua incapacidade para liderar o País. Mesmo que nesse momento a melhor saída seja driblar o obstáculo presidencial e lidar com a emergência sanitária, a solução definitiva começa a se impor Se for afastado, Bolsonaro terá um fim melancólico, processado por crime e indisciplina, como começou a carreira. Será um efeito colateral – benéfico – da Covid-19”.

Outra reportagem na mesma ISTOÉ denuncia o que chama de “O novo gabinete da crise de Bolsonaro”. A matéria afirma que o “órgão” é comandado em conjunto pelos três filhos do Presidente. Acrescenta que “Flávio, Eduardo e Carlos têm participado pessoalmente do dia-a-dia do governo e aconselham o pai a radicalizar e reagir duramente às críticas. “Tentam, assim, obter lucro político com a pandemia na esperança de reverter o isolamento e a queda de popularidade do mandatário”. A revista insiste na existência do famoso “Gabinete do Ódio”, na sala 315 do 3º andar do Palácio do Planalto, a poucos metros do gabinete de Bolsonaro.

Vamos falar muito sério... Narrativas como a da ISTOÉ, repetidas de forma pirangueira pelos esquerdopatas, tentam fabricar a imagem de um “Bolsonaro que perdeu a governabilidade”. Isto não aconteceu. Pode até acontecer. Mas, no momento, nada derruba Bolsonaro. Nem ele renunciará. As Forças Armadas o sustentam. Mais precisamente a cúpula do Exército, que trabalhou nos bastidores para viabilizar e legitimar a vitória dele na eleição de 2018. Portanto, é praticamente zerada a chance de sucesso de qualquer “golpe” contra Bolsonaro. Ainda mais no meio de uma crise de saúde pública que ninguém ainda tem capacidade de dimensionar o tamanho do resultado final.

Nem o General Mourão - um linha-dura-raiz que preza, inteiramente, pela Democracia, pela Disciplina e pelo Diálogo - gostaria de ser obrigado a assumir a Presidência em circunstâncias não previstas na normalidade institucional e política. No entanto, pode encomendar uma pesquisa séria, a maioria do eleitorado tem a percepção de que Mourão seria um excelente Presidente da República. Assim, Mourão pode ser uma solução. Para 2022... Afinal, ele também foi eleito pelos mesmos votos de Bolsonaro...

A narrativa anti-Bolsonaro, se continuar se amplificando, é muito perigosa. Não derruba o Presidente, porém o deixa permanentemente incomodado, cada vez mais reativo, o que pode induzir ao cometimento de erros infantis. Ninguém é de ferro. Portanto, inexiste a tal “solução Mourão” para esta crise do momento. O General seguirá “trabalhando no seu quadradinho”, dedicando especial a uma missão importantíssima: o sucesso do Conselho da Amazônia. O Brasil não pode continuar dando mole com a região, ainda mais diante da ameaça de investimento pesado da China e Rússia na ditadura da Venezuela de Nicolas Maduro...

Bolsonaro, seus filhos e assessores (incluindo os militares) precisam lembrar de um detalhe fundamental. A governabilidade e o sucesso do governo dependerão, decisivamente, do bom desempenho da economia. O problemaço é a presente estagnação econômica – muito provocada pelo modo alarmista como os brasileiros encararam o impacto profundo do coronavírus chinês. O isolamento social – em vez um distanciamento social – será reconhecido como um remédio em dose exagerada.

A recessão, com jeitinho de depressão, custará caríssimo aos brasileiros. Existe o risco de a crise sair cara, também, para Bolsonaro. Se houver fracasso, o pragmático eleitor poderá descontar em Bolsonaro, nas urnas. O risco é alto, porque, até agora, diante da crise, a política de Paulo Guedes não tem mostrado consistência estruturante. Por enquanto, o governo só soltou dinheiro para crédito. Só que o mais importante é repensar o modelo.

É hora do Brasil se reindustrializar e investir seriamente em ciência e tecnologia. Não pode ficar só como exportador de commodity mineral e agrícola. Também não pode ficar na ilusão do sobe e desce de uma bolsa de valores sem expressão. Basta de rentismo. Empresas não podem viver de “lucros de tesouraria”, sendo medíocres em sua atividade-fim. É preciso gerar emprego de qualidade que distribua renda produtivamente. O País tem de criar um mercado interno que fomente o atalho mais rápido possível para o Capitalismo Democrático.

Até agora, na crise, o Posto Ipiranga só liberou grana para que bancos e as empresas da maquininha de cartão liberem crédito para os comerciantes ferrados. Os lucradores recordes de sempre vão faturar em cima da desgraça dos que foram obrigados a paralisar suas atividades, em nome da quarentena de isolamento (ou distanciamento) para não ampliar a infecção pelo vírus chinês. Não adianta dar dinheirinho para os pobres. Não adiantará privatizar nossas estatais (empresas de economia mista), vendendo-as, a preço de banana, para empresas estatais da China Capimunista. Fala sério... Privataria foi coisa da Era FHC... Bolsonaro vai repetir esta sacanagem? A gente não merece...

O Brasil precisa de Capitalismo Democrático, com industrialização, progresso, crescimento, desenvolvimento, geração de renda produtiva, mercado consumidor de verdade. É desta maneira que a maioria do eleitorado espera que Jair Messias Bolsonaro e Antônio Hamilton Mourão entreguem o governo no final de 2022. Se vão disputar e vencer (ou não) a próxima eleição é um detalhe que dependerá, quase totalmente, do sucesso econômico. Como tem de ser...    









Colabore com o Alerta Total

Jorge Fernando B Serrão

Itaú - Ag 9155 cta 10694 2

Banco do Brasil - Ag 0722-6 cta 209.042-2

Caixa (poupança) - 2995 013 00008261-7

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Editor-chefe do Alerta Total. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas.

©
Jorge Serrão 5.4. Edição do Blog Alerta Total de 4 de Abril de 2020.

19 comentários:

Loumari disse...

Se incrementan los entierros en el cementerio de Sao Paulo por el covid-19 I RT Play

https://www.youtube.com/watch?v=e_a8nP-3u90

El incremento de fallecidos a raíz del covid-19 aumentó el trabajo en los cementerios y causa dificultades a los familiares para poder llevar a cabo los funerales.

RT en Español

03.04.2020

Anônimo disse...

O modo alarmista como os brasileiros encararam o problema do coronavírus foi provocado por técnica utilizada por Putin: a estimulação contraditória. Eles assustam todo mundo com a pandemia fazendo com que todos queiram correr para os hospitais e depois dizem para ninguém ir ao hospital para não agravar a sobrecarga do sistema hospitalar, que aconteceria como resultado do terror à pandemia insuflado diuturnamente pela mídia.

Loumari disse...

O Papa: ninguém se aproveite deste momento de dor para obter lucro

https://www.youtube.com/watch?v=7kw8M0tc0fo

Na Missa este sábado (04/04) na Casa Santa Marta, Francisco pediu a Deus que nos conceda uma consciência recta para realizar sempre o bem neste tempo difícil. Na homilia, convidou a estar vigilante com as tentações, que começam por pequenas coisas e depois nos fazem cair no pecado, contagiando os outros: e acabamos por justificar-nos.

VATICAN NEWS

A Antífona de entrada da celebração do sábado da V Semana da Quaresma é extraída do célebre Salmo 21, o Salmo que se inicia com as palavras pronunciadas por Jesus na Cruz:

“Meu Deus, meu Deus, porque me abandonastes?” A passagem que o Papa leu no início da Missa na manhã deste sábado (04/04) é o forte grito de ajuda de um inocente perseguido: “Ó Senhor, não fiqueis longe de mim! Ó minha força, correi em meu socorro! Sou um verme, e não um homem, opróbrio dos homens e rebotalho da plebe” (Sl 21,20.7).
Ao introduzir a celebração, Francisco rezou a fim de que ninguém se aproveite da pandemia para seus interesses:

O Santo Padre terminou a celebração com a adoração e a bênção eucarística, convidando a fazer a Comunhão espiritual. A seguir, a oração recitada pelo Papa:

Meu Jesus, eu creio que estais presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós!

Antes de deixar a Capela dedicada ao Espírito Santo foi entoada uma antiga antífona Mariana Ave Regina Caelorum ( “Ave Rainha dos Céus”):

Ave, Rainha do céu; ave, dos anjos Senhora; ave, raiz, ave, porta; da luz do mundo és aurora. Exulta, ó Virgem gloriosa, as outras seguem-te após; nós te saudamos: adeus! E pede a Cristo por nós!

Nestes momentos de desconforto, de dificuldades, de dor, muitas vezes as pessoas vêem a possibilidade de fazer uma ou outra coisa, muitas coisas boas. Mas também não deixa de vir a alguém a ideia não muito boa, de aproveitar o momento e aproveitar para si mesmo, para obter lucro. Rezemos hoje a fim de que o Senhor nos dê a todos uma consciência recta, uma consciência transparente, que possa mostrar-se a Deus sem envergonhar-se.

Na homilia, Francisco comentou o Evangelho de João (Jo 11,45-56)) que conta a decisão do sinédrio de matar Jesus após o sinal de ressurreição de Lázaro. Uma decisão à qual se chega após um processo gradual: é o caminho da tentação, que se inicia do pouco e depois resulta no pecado que é autojustificado. A tentação cresce lentamente, contagia os outros e se justifica, transformando o coração. Por trás dessa tentação está a astúcia do diabo que quer destruir Jesus. Que o Espírito Santo nos ilumine – foi a oração conclusiva do Papa – neste conhecimento interior.

Rodrigo Almeida disse...

O Mourão vai encher a imprensa de propaganda oficial????
Ele vai dar ministérios para os partidos?????

Silvio Friederichs disse...

Tenta-se tergiversar e enfeitar o pavão mas, não é de hoje que esse general mostra sua índole melancia. Em tudo que é convescote comunista, lá esta o general presente.

Anônimo disse...

Não sabia que você era um "bolsominions". O General Morão foi um dos poucos generais da ativa que afrontou um presidente da república. Já se esqueceu do embate dele contra a Dilma? A Istoé pelo pouco que li (o que você mostrou) não mentiu e mostrou a realidade. A partir que o Bolsonaro pirou (Olha que votei nele) comecei a pedir nas redes sociais a entrada do General Mourão, apesar dos bolsominions achar que ele é comunista (só rindo). O Brasil só se salva após esta pandemia com uma pessoa sensata e capaz na presidência. Simples assim. M. Lima

Unknown disse...

Apesar d pancadaria que sofre de toda a mídia Bolsonaro.mantem uma aprovação média de 60% entre bom, ótimo e regular. Até no data folha ele cresceu de 33 para 35% é manteve algo em torno de 25% de regular. Para quem.apanha todo dia e ajuda através de comportamentos estocados ele até que se mantém bem. E outras avaliações indicam.que a avaliação da maioria aprova a ação do governo ante o vírus, apesar dos desacertos entre o presidente e seu ministro da saude

Anônimo disse...

Já cheguei a triste conclusão que o negócio é deixar o balão estourar! É como você remar contra uma pororoca no meio do Amazonas.

Existem momentos nesse mundo quando você sabe que foi derrotado. E nesses casos, fazer o quê? Chutar o balde e ligar o "foda-se" são as únicas alternativas que restam.

O Brasil não tem mais chance de se livrar das garras medonhas do neo-escravagismo. "Eles" estão em TODOS os lugares, até mesmo dentro da sua própria família.

Só a título de exemplo, é hilário você ir visitar sua tia de quase 80 anos e encontrar lá, na casa da velha, seu primo de 46 anos, atirado no sofá, comendo batatas fritas, cheio de restos de "BigMac´s" por cima da imensa barriga, gritando para sua mãe "ME TRAZ MAIS GUARANA!" enquanto veste uma camiseta do "Lula Livre", um boné sujo escrito "Marielle Vive" e uma bandeira do PT decorando a sala. Um verdadeiro vagabundo em todos os sentidos, um lixo de ser humano que dá toda a segurança e tranquilidade que os políticos boçais tanto necessitam.

É nesses pequenos detalhes da vida que você percebe que perdeu. Perdeu porquê não tem mais chances. Perdeu porquê aqui, passa o tempo, tudo se repete: esses merdas votam em peso naqueles laranjas que os "deuses" vermelhos mandam, pouco importando se o país está indo para o buraco ou não.

Estamos condenados que nem Sísifo: a empurrar eternamente, ladeira acima, uma pedra que rolava abaixo, de novo, ao atingir o topo de uma colina, conforme se narra na Odisséia.

Sim, "eles" querem Mourão! Quando digo "eles", me refiro a toda essa vagabundagem que vive nas costas das "tias" Brasil afora. Mourão é o cara que continuará fornecendo o "guaraná" a esses parasitas da vida moderna.

E eles vão conseguir! Estão quase lá! Só falta o Brasil aqui na América Latrina! E não vai ter mito nem mico nem milico que vai impedir!

aparecido disse...

Nem o exercito confia no melancia Mourão...exercito confia em Sergio Moro...Mourão tá sempre no meio dos comunas...é porque gosta deles...e quem desindustrializou o Brasil desde 85 foi os comunas...Se o Brasil tivesse seguido a industrialização que se seguiu depois da seg guerra ( 45/80) nós hoje seriamos maior que a China.. seriamos a China do atlantico...Trablahei como engenheiro em SP de 80 a 90... ainda havia muitos projetos industriais em andamento e comitivas chinesas, ainda de um pais pobre, vinham a grande SP conhecer e fazer acordos para transferencia de tecnologia...principalmente do ramo metalurgico em que o Brasil sempre foi muito bom.. Não havia na epoca a eletronica e informatica avançada que existe hoje...mas há 40 anos a China já visitava todos os paises em busca de tecnologias adequadas ao seu pais também pobre...Perdemos o bonde.. viramos um pais de impostos caros sem industria decente...e impostos caros mata qualquer industria...viramos um pais exportador de comodities agricolas igualzinho aOS PORTUGUESES QUE COMEÇARAM SUA COLONIA EXPORTANDO AQUI COMODITIES...COMO HA 500 ANOS... O Brasil tem que se ligar a Europa e America e se industrializar decentemente.. suprindo os produtos manufaturados que a China provavelmente não vai mais vender a Europa...Os europeus e americanos seriam muito burros se continuarem a sustentar este status quo que hoje tem a China..o futuro a Deus pertence...mas que vai mudar vai....

Anônimo disse...

Alerta total quer dizer que Bolsonaro, Guedes, Moro não fizeram nada ainda? Como poderiam ter feito, com o congresso contra todas as propostas deles, uma crise fabricada após outra pela imprensa e com generais trabalhando contra também, baseados numa sabedoria militar que nomínimo é contestavel. Análise idiota está.

Rogerounielo disse...

XP/Ipespe: Avaliação de Bolsonaro chega ao pior patamar, enquanto governadores e Congresso ganham apoio - Já vi esse filme antes! Por que a mídia, os banqueiros, os empresários corruptos, que lambiam as botas dos Governadores, do Congresso Nacional, DA JBS, da ODEBTECH, de políticos em geral e de todos que os ajudavam a sorver o mel do dinheiro público fácil, em meio a CORRUPÇÃO DESENFREADA, ESTÃO CONTRA “BOLSONARO”??? Por que a BRUTAL INJEÇÃO DE RECURSOS NA ECONOMIA VIA GASTOS PÚBLICOS DO ORÇAMENTO DE GUERRA DO CONGRESSO NACIONAL COM ”FINALIDADE SOCIAL IRRESPONSÁVEL” DE COMBATE AO CORONAVÍRUS VAI LEVAR O PAÍS PARA O COLAPSO E A GUERRA CIVIL! - Fonte - Link https://rogerounielo.blogspot.com/2020/04/xpipespe-avaliacao-de-bolsonaro-chega.html?m=1

Continua na matéria original

Anônimo disse...

Não entendo o que querem esta impressa e o seus ceguinho seguidores:

Querem que a tripulação pule do avião em plena turbulência.
Sim se o Bolsonaro saisse todos os ministros sairiam e o Brasil levaria mais 2 anos para ter uma organização, lembrando que o lobos continuariam a morder na carne do governo. O que a impressa quer é simplesmente o suicídio do Brasil.

Unknown disse...

E a te na pesquisa data folha, a mais esquerdista de todas, quase 60% dos elwires não querem que Bolsonaro renuncie. Isso depois do bombardeios e imprensa contra ele nas três últimas semanas. Parece que o presidente tem grande solidez eleitoral e é forjado no conflito

Rogerounielo disse...

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO OPERACIONAL, NO NÍVEL DA MICROECONOMIA DO BRASIL E NO NÍVEL DA MICROECONOMIA DOS DEMAIS PAÍSES DO MUNDO PARA CAPITALIZAR AS EMPRESAS, VIA SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL E VIA SISTEMA FINANCEIRO INTERNACIONAL, EM FUNÇÃO DA QUEDA MOMENTÂNEA NAS RECEITAS DAS PESSOAS JURÍDICAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS, ENQUANTO SE AGUARDA O RETORNO DE FUNCIONAMENTO DAS EMPRESAS, NO BRASIL E NO MUNDO, A NORMALIDADE (Fonte – Link https://rogerounielo.blogspot.com/2020/04/planejamento-estrategico-operacional-no.html) - Aba "Crédito PJ 02", da planilha "dados.xlsx", disponível no Google Drive, pasta pública (WEB) “ECONOMIA DIGITAL - DIGITAL ECONOMY”, conforme link https://drive.google.com/drive/folders/0B-FB-YQZiRk8SEdQb1BYUTRQLXc?usp=sharing - CONCLUSÃO Nº 01 - Além de ter que emprestar R$ 1.692.053.737.679,33 (R$ 1,692 TRILHÕES) para as 5.139.000 empresas, em função de queda na receita tributada dessas empresas, valendo-se o SFN do anúncio do Banco Central da disponibilização de R$ 1,2 trilhão em recursos para bancos, para manter a liquidez no sistema (vide matéria intitulada "Com crise, Banco Central já anunciou R$ 1,2 trilhão em recursos para bancos", divulgada em 23/03/2020, às 18h05, no link https://www.infomoney.com.br/economia/com-crise-banco-central-ja-anunciou-r-12-trilhao-em-recursos-para-bancos), o SFN teria que prorrogar o pagamento das dívidas “A Vencer em até 90 Dias”, no valor de R$ 277.134.739.000,00 (R$ 277,134 BILHÕES), e de metade (R$ 175.011.738.000,00 ou R$ 175,011 BILHÕES) das dívidas “A Vencer Entre 91 a 360 Dias”, no valor de R$ 350.023.476.000,00, totalizando R$ 452.146.477.000,00 (R$ 452,146 BILHÕES), em prorrogação de pagamento dessas dívidas de R$ 452.146.477.000,00 (R$ 452,146 BILHÕES), parceladas em 48 (quarenta e oito meses), totalizando parcelas mensais de R$ 9.419.718.270,83 (R$ 9,419 BILHÕES) - Continua

Rogerounielo disse...

Continuação

CONCLUSÃO Nº 02 - A ajuda, grosso modo, que o Sistema Financeiro Nacional-SFN teria que dar para as 5.139.000 empresas, para que não haja QUEBRADEIRA GENERALIZADA DE EMPRESAS NO BRASIL, seria de R$ 1.692.053.737.679,33 (R$ 1,692 TRILHÕES), em um período de 06 (seis) meses (R$ 282.008.956.279,89 ou R$ 282,008 BILHÕES, por mês), para pagamento parcelado dessas dívidas, pelas empresas, em até 48 (quarenta e oito) meses, cabendo ao Tesouro Nacional assumir 80% de eventuais perdas nessas operações, via compra dos papéis dessas dívidas pelo Banco Central do Brasil-BACEN, em função de queda na receita tributada dessas empresas. A RECEITA FEDERAL FORNECERIA AOS BANCOS O HISTÓRICO DA RECEITA TRIBUTADA DAS EMPRESAS, PARA QUE AS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS FAÇAM DE FORMA EXATA O CÁLCULO DA RECEITA TRIBUTADA QUE AS EMPRESAS OBTERIAM EM 2020, SE NÃO FOSSE A QUEDA NAS VENDAS, EM FUNÇÃO DO CORONAVÍRUS. Caberia ao SERPRO e às receitas estaduais informar às instituições financeiras o valor das notas fiscais eletrônicas das vendas realizadas, enquanto não forem liquidadas as operações parceladas em até 48 meses.

Continua

Rogerounielo disse...

Continuação

CONCLUSÃO Nº 03 - Além dos R$ 1.692.053.737.679,33 (R$ 1,692 TRILHÕES) de ajuda para as 5.139.000 empresas, em um período de 06 (seis) meses (R$ 282.008.956.279,89 ou R$ 282,008 BILHÕES, por mês), conforme a "CONCLUSÃO Nº 02", as instituições financeiras prorrogariam mais R$ 452.146.477.000,00 (R$ 452,146 BILHÕES), em 48 (quarenta e oito) parcelas, conforme a "CONCLUSÃO Nº 02", dinheiro que os bancos já emprestaram com 100% do risco das próprias instituições financeiras, totalizando R$ 2.144.200.214.679,33 (R$ 2,144 TRILHÕES) de ajuda, para capitalizar o caixa das 5.139.000 empresas, para que tenham fôlego para aguardar a recuperação da economia brasileira durante seis meses, MAS SE AS "AUTORIDADES SANITÁRIAS" e as "AUTORIDADES ECONÔMICAS E FINANCEIRAS" não agirem rápido, nada do que está descrito nas "CONCLUSÕES ACIMA" vai funcionar e, dessa forma, o Brasil vai entrar num regime de quebra de contratos, com INTERRUPÇÃO DE PAGAMENTOS, INADIMPLÊNCIA E PERDAS, o que vai ser danoso para o país, conforme teme o Presidente do BACEN, Campos Neto (vide matéria intitulada "Entrar num regime de quebra de contratos pode ser danoso para o país, diz presidente do BC" - Na avaliação de Campos Neto, é preferível que o Brasil tenha uma política fiscal mais frouxa 'para colocar dinheiro na mão das pessoas' nesse momento de crise), por Luiz Guilherme Gerbelli, G1, 04/04/2020, às 21h13, disponível no link https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/04/04/entrar-num-regime-de-quebra-de-contratos-pode-ser-danoso-para-o-pais-no-medio-prazo-diz-presidente-do-bc.ghtml - CONCLUSÃO Nº 04 - Para que pudesse haver RECUPERAÇÃO SINCRONIZADA DAS ECONOMIAS DE TODOS OS PAÍSES DO MUNDO AO MESMO TEMPO, seria necessário que TODOS OS BANCOS CENTRAIS DO MUNDO, INCLUSIVE O BANCO CENTRAL DO BRASIL, implementassem a "CONCLUSÃO Nº 01", a "CONCLUSÃO Nº 02" e a "CONCLUSÃO Nº 03" ao mesmo tempo. O Custo Econômico e Financeiro do ISOLAMENTO SOCIAL TOTAL no Brasil, em Decorrência do Coronavírus - Observação Importante - O Custo Econômico e Financeiro do ISOLAMENTO SOCIAL TOTAL no Brasil, em Decorrência do Coronavírus - A economia Brasileira TERÁ APENAS UMA OPORTUNIDADE DE RECUPERAÇÃO se as medidas sugeridas forem adotadas rapidamente e o período de ISOLAMENTO SOCIAL TOTAL seja relaxado paulatinamente rapidamente. Se o Brasil não agira rápido, os brasileiros vão assistir ao COLAPSO TOTAL da economia brasileira sem necessidade, por que os decisores no Brasil e no mundo estão tendo o seu “MEDO DA MORTE” manipulado pela imprensa nacional e pela imprensa internacional – Fonte – Link https://rogerounielo.blogspot.com/2020/04/planejamento-estrategico-operacional-no.html

Observação Importante - O Custo Econômico e Financeiro do ISOLAMENTO SOCIAL TOTAL no Brasil, em Decorrência do Coronavírus - A economia Brasileira TERÁ APENAS UMA OPORTUNIDADE DE RECUPERAÇÃO se as medidas sugeridas foram adotadas rapidamente e o período de ISOLAMENTO SOCIAL TOTAL seja relaxado rapidamente. Se o Brasil não agira rápido os brasileiros vão assistir ao COLAPSO TOTAL da Economia Brasileira sem necessidade, por quê os decisores no Brasil e no mundo estão tendo o seu “MEDO DA MORTE” Manipulado pela Imprensa Nacional e Pela Imprensa Internacional.

Anônimo disse...

Mal e malandramente elaborado para criar um capital políticocô q nunca teve. Vez q o lugar dele deveria ser no máximo em cargos tevnicos- militares. Mais um bossal deslumbrado com o poder.

Anônimo disse...

O mito sairá mais forte após essa guerra-crise dos três PR (trumpNator, Putinh... E Ursinho Pooh Jipinho). Este último um lixo, os dois primeiros lutam contra seus estados-ladravazes e emaranhados em tudo q.eh coisa anti-povo). Votamos no 01, apesar d seus filhotes (q deveriam ser enquadrados e não no fraterno jegue d carga)...

Anônimo disse...

Os que não são de esquerda e glorificam continuamente o vice-presidente Mourão parecem ter medo de uma pessoa perigosa, caso a situação institucional mudasse, e isso é ruim para a percepção que o público tem dos militares. Eles deveriam amedrontar apenas bandidos e comunistas lesa-pátria.