domingo, 17 de janeiro de 2021

O Integralismo Linear e o Especismo

Artigo no Alerta Total - www.alertatotal.net


Por Cássio Guilherme


"Somos carne, como os são os animais, os vermes sabem disso..."


Um dos assuntos de mais crucial importância que vai dominar o Século XXI e grande Revolução vai causar na sociedade é o Veganismo e consequentemente, a análise do Especismo em forma geral. Esses assuntos em particular não foram tópicos de avaliação dos Integralistas no passado, mas se torna objeto de interpretação dos Linearistas no presente momento.

Os humanos pertencem ao grupo animal e como animais temos interesses e necessidades próprias, na maioria das vezes instintivas. Estas emoções e necessidades não ocorrem apenas com os humanos, elas ocorrem independentemente da espécie à qual pertencemos; no entanto os humanos fazem uma grande diferença entre si e os outros animais. Os interesses dos humanos prevalecem sempre em detrimento dos interesses dos animais não humanos, isso por causa da construção de uma sociedade baseada em exploração comercial e consumo desenfreado. A esta discriminação chamamos especismo.

Já postulamos que o Integralismo Linear defende como doutrina não a Teocracia (Deus no centro de tudo) e nem a Antropocracia ( Ser Humano no centro de tudo). Defendemos a Harmoniocracia (Harmonia entre tudo que existe) e nesse contexto, o Ser Humano em particular não pode se reconhecer como superior a qualquer outra espécie de animal vivente.

A afirmação de que o Ser Humano é racional também já foi combatida pelos Integralistas e Linearistas modernos no sentido de que a Racionalidade é uma quimera, algo completamente inacessível a qualquer ser mortal do espectro vivente. Racionalidade é como onipresença, ou onisciência ou onipotência; são qualidades invariavelmente não mortais e não humanas.

A capacidade de raciocinar (ou meramente interpretar relativamente a realidade) dos humanos  também é muitas vezes utilizada como argumento para denegrir as outras espécies. Ao concordar com  este argumento pífio não estamos a considerar as crianças pequenas, por exemplo,  cuja capacidade de raciocínio é limitada ou até mesmo os adultos que devido a uma doença ou até a algum acidente ficaram com as suas capacidades de interpretação cognitivas  alteradas. Será que estas limitações intelectuais nos dão o direito de explorar, abusar e até mesmo escravizar vilmente os outros humanos, infringindo dor e sofrimento atrozes,  sem as suas permissões? ?É lícito lutarmos contra o racismo e apoiarmos o especismo??

Outro argumento muitas vezes utilizado é a falta de empatia e entendimento que os seres humanos apresentam  com as outras espécies, ou de comunicação enfática. A falta desses mecanismos de sintonia pode ser comparado a outro tipo de discriminação que ocorre entre humanos – o racismo.  Durante milênios exploramos e escravizamos de forma sórdida outros humanos,  apenas pela diferença na cor de pele ou diferenças culturais. Hoje exploramos e escravizamos outros animais apenas porque são diferentes e não sentimos empatia com eles. Essa exploração desenfreada prova tacitamente que os humanos não têm domínio da racionalidade, e portanto não podem se interpretar como superiores.

Postulamos, de maneira adversa das religiões modernas, que os animais são seres sencientes e possuem alma de existência. Os humanos não são racionais, sendo meramente cientes do mundo em sua volta. Cumpre afirmarmos então em alto e bom som que existe nesse mundo a Lei do Retorno, invariavelmente. Pandemias que sofremos e desgraças como a fome, a guerra e as pestes confirmam isso. De um ponto de vista holístico, é a reação do mundo frente à agressão dos humanos.

Consequentemente,  o  especismo deve ser abolido pela capacidade que cada indivíduo tem de sentir, sofrer, desfrutar emoções e de reconhecer suas necessidades próprias. Todos os animais e entes da natureza devem ser respeitados, pois todos têm a capacidade de sofrer, sentirem dor e desespero e medo e de se sentirem afetados pelos atos que são feitos contra eles.

Ao renunciar ao especismo estamos também a defender a igualdade entre todos os animais humanos e não humanos. Não são raras as pessoas que se opõem fortemente à matança de cães e gatos para consumo, mas aceitam facilmente e incluem nos seus menus de suposta alimentação porcos, vacas e galinhas. Esta diferenciação prejudica fortemente todos os animais. Além do mais quem se alimenta de sofrimento viverá sofrimento e desgraça, pois estará ingerindo no seu altar sagrado, que é seu corpo, o carma de sofrimento e desespero da carne, que um dia foi ser senciente e com alma. O cristão São Francisco de Assis levantou essas questões extremamente polêmicas ainda na Idade Média. E somente ele fez isso.

E como devemos proceder então?? A partir de agora, devemos amar as baratas e escorpiões e deixar os bois e patos viverem até a velhice?? Devemos guardar os esgotos e excrementos em casa e não poluir os rios em nome de quê?? São questões extremamente complexas que o Integralismo Linear terá que resolver, dentro do seu arcabouço de cosmovisão total de tudo e de toda a existência.

O que estamos propondo é que o Ser Humano pare imediatamente de visualizar tudo como mercadoria e passe a se ver como parte do todo e agente de transformação e conservação do nosso mundo. Os animais são passivos de direitos, isso será reconhecido um dia, assim como os direitos das mulheres e dos escravos foram reconhecidos. É inevitável. Entretanto, no caso dos animais teremos que agir com HARMONIZAÇÃO, e consciência.

Nós não almejamos que nenhum animal seja morto. Estamos trazendo à baila a questão de que as atrocidades e bestialidades que são cometidas com os animais em matadouros e em feiras de carne se extingam imediatamente. A ética vegana não é uma religião erigida sobre argumentação disparatada. É algo crucial para nossa sobrevivência futura.

Tente levar uma criança para ver o que acontece nos matadouros e notará a reação dela. Temos uma índole misericordiosa, desde nascença. O aviltamento do ser acontece quando os humanos se identificam com essas sociedades consumistas e positivistas e tecnicistas. Perdemos a nossa capacidade de harmonização plena.

Nosso objetivo não é trazer aqui ao esclarecimento público  as insanidades nutricionais do consumo de carne. É, antes de mais nada,  propor uma discussão filosófica e moral acerca do momento em que vivemos, da exploração cruel dos animais e dos recursos naturais e das consequências devastadoras de nossas ações e omissões (vide COVID 19).

Não adianta tentarmos melhorar a nossa sociedade, com qualquer fórmula mágica de administração, se a Lei do Retorno NATURAL traz a sua aplicabilidade destrutiva sobre essa mesma sociedade. E antes de tudo, intentamos  livrar as pessoas das mentiras insanas do sistema que procuram a qualquer preço o lucro argentário,  e não a felicidade de todos.

Quem inventou que tomar leite de vaca é bom para saúde?? Qual animal mamífero toma leite de outro animal em estado natural?? Qual o aspecto nutricional de comermos carne, ou carne processada, ou mistura de ossos e cascos na comida (salsicha) ?? Isso é o cúmulo da bizarrice.

No mínimo estamos sim pleiteando a Lei de Proteção aos animais e a natureza. Pelo menos a dessensibilização deve ser aplicada, para evitar tanto sofrimento a outras criaturas. Nós vamos pagar o preço, por nossa violência gratuita, isso é infalível. Temos que agir imediatamente.

As provas de que o Homem moderno perdeu a ressonância com as Forças vivas da Natureza são muitas e indubitáveis. Como os índios viviam isolados com tantos perigos na floresta?? Como a natureza se regenera de tantas agressões sofridas pela sanha gananciosa dos humanos, que a tudo sacrificam no altar do bezerro de ouro?? Uma ceia que celebra a vida e a alegria pode ter seres que sofreram todo tipo de abuso, e seu cadáver servir de alimento da paz?? 

Perguntas desconcertantes que estarão em pauta para as futuras gerações. Assim como a Escravidão de um ser humano por outro caiu, e a inferioridade imposta às mulheres caiu, um dia o especismo cairá.  

O advento de novas tecnologias nutricionais coloca o Veganismo em evidência total. Carne cultivada, proteinização de vegetais, espiritualidade de clarividência, cultivo controlado, otimização de nutrientes, tudo será assunto de conhecimento no futuro. Trazendo possibilidades incríveis para um mundo livre do Especismo.

O assunto é complexo e temos um livro escrito sobre isso. Esperamos ter trazido à tona essa discussão tão importante que será o cerne da libertação espiritual do Homem no Sec XXI. E nos posicionar frente a Revolução que virá.  Vamos avante!!!

OBSERVAÇÃO: A DOENÇA COVID 19 QUE ESTÁ AFETANDO MILHÕES DE PESSOAS, PARECE NÃO AFETAR OS ANIMAIS. SERIA CASTIGO CONTRA OS HUMANOS??

Cássio Guilherme é Presidente do Mil-B.


6 comentários:

aparecido disse...

Recomendo chamar um leão , uma onça pintada e uma aguia para ouvir sua conversinha... e convença-os a comer capim......existem tres tipos de animais : os carnivoros, os omnivoros e os herbivoros...os omnivoros não tem uma estrutura digestória para comer apenas ervas...os gorilas são mamiferos primatas exclusivamente herbivoros.. veja o tamanho de seu orgão digestório.. e um chipanze, omnivoro, com intestinos muito menores... se o homem passasse a comer somente ervas e grãos seu intestino em 500 mil ou hum milhão de anos seria igual ao de um gorila.. mas não há como fazer isso em poucas gerações...não somos nós que fizemos a natures mas a evolução que fez as coisas ficarem como são... e a evolução não para... Vejp até com certa igenuidade aquelas imagens do paraiso que certas religioes distribuem aos fieis mostrando a imagem de um homem uma mulher duas crianças num gramado cercados de animais galinhas cervos cabritos serpentes e leões e jaguares...e imagino os pobres jaguares e leões no paraiso comendo capim.. nem dentes para isso eles tem...

Praça disse...

Cidadão globalista abraçado a WEF e com discurso pronto e probo. Ora cidadão , temos milenios de evolução e vossa excelencia não poderá negar que nossos irmãos, os animais, sempre nos perseguiram e o mais forte levou......no entanto se prega tanto a igualdade , desafio-o a abraçar um tigre, leão, tubarão e outros, afinal a lei do retorno atinge a todos, mas creio que após esse ato de singeleza , respeite a natureza e faça menos discurso.
Poupe-me .

Anônimo disse...

Os indios viviam em paz na floresta!!!Os indios Tupinambás e outras tribos matavam, assavam e comiam seus oponentes. Mulheres e crianças participavam do banquete. Faziam caldo das vísceras humanas e bebiam dançando e cantando. Adoravam comer os pés assados. Veja a verdadeira história. Tire a carne e veja o mundo morrer a míngua. A maior e completa fonte de proteína é a carne. O consumo exclusivo de vegetais torna a covardia, falta de coragem,dominantes. Ambiente ideal para os esquerdistas sociopatas que adoram escravizar.

Anônimo disse...

(Nota: as restrições à presença em mercados faz os pequenos varejistas falirem e estabelece o monopólio dos grandes varejistas, como Walmart, aliados a Bill Gates na transformação do varejo de alimentos para transumanista.)

[Bill Gates é o proprietário privado número um de terras agrícolas americanas (um quarto de milhão de acres). O que você espera que esse cara irá fazer com toda essa terra: que ele vai instalar algumas valas de bom alimento de permacultura, agrofloresta, agricultura holística regenerativa? Não, ele está investindo em proteínas à base de insetos e proteína vegetal. Ele está financiando uma super-vaca geneticamente modificada. Ele tem a missão de acabar com a pecuária; ele está matando nossa produção de alimentos em todos os sentidos imagináveis. Ele está contaminando a criação de Deus, invertendo tudo que é bom e verdadeiro e deve nos preocupar que ele esteja comprando tanto de nossas (nos EUA) terras que agora é o maior proprietário. Os países estão bloqueando sua venda de soja (Argentina, Rússia, Ucrânia e Brasil), mas os EUA venderam até a safra do próximo ano para a China. A China está comendo todo nosso estoque. QUEM ESTÁ FAZENDO ISSO E POR QUE ESSA ESCASSEZ PROJETADA DE COMIDA? São os bilionários e sua agenda tecnocrática para implementar o ABASTECIMENTO ALIMENTAR TRANSUMANISTA, uma tomada total do nosso abastecimento alimentar e substituir tudo que é bom e verdadeiro por uma comida sintética falsa que nos torna fracos e estúpidos, assim como Bertrand Russel disse que injeções de dieta e injunções irão conspirar para criar humanos que não podem nem mesmo resistir ao seu governo. E se você não pode produzir sua própria comida, você deve trabalhar em suas fábricas. QUEM CONTROLA A COMIDA, CONTROLA AS PESSOAS, como disse Henry Kissinger. Eles avisaram suas intenções há muito tempo. Agora, Bill Gates é o testa de ferro com o dinheiro para fazer acontecer. Ele compra terras agrícolas para transformá-las em agricultura "sustentável" (palavra-chave da Agenda 2030), tudo em nome da mudança climática e biodiversidade. Estão recolhendo sementes indígenas em todo o mundo para patenteá-las e vendê-las. Os bilionários Waltons, do Walmart, e Jeff Bezos estão juntos com Bill Gates nisso, financiando fazenda vertical interna, onde você pode encontrar muita comida falsa cultivada dentro de casa. (Nota: agora estou entendendo quando disseram que a moda da gastronomia servia à agenda globalista, e a presença da socialista Paola Carossela no famoso programa). Vão substituir os agricultores por robôs. Pagam para os agricultores e pecuaristas não produzirem (créditos de carbono), pararem a produção de alimentos e reverterem essas áreas em florestas. Vão fechar as fazendas em nome da sustentabilidade, das mudanças climáticas e da biodiversidade. Produção somente com sementes transgênicas, robôs e vacas geneticamente modificadas. Eles estão acelerando artificialmente esse processo, assumindo o controle da diversidade genética do planeta.]

O maior dono de fazenda da América: Bill Gates - No controle de alimentos
America's top owner of farmland: Bill Gates - In Control of Food (Ice Age Farmer)
https://www.youtube.com/watch?v=yOy2O-BWBxg








[O que é a Revolução Verde? Por que fazermos a agroindústria? Como se pode forçar a propriedade intelectual sobre as sementes e tornar os agricultores dependentes dessas patentes? Como se pode forçar os agricultores a abrir mão de suas vidas e suas culturas para que algumas empresas despejem produtos baratos mediante enormes subsídios? Desde então, tenho trabalhado para preservar a biodiversidade. Para mim está errado simplesmente dizer: "essas plantas são nossas invenções, portanto são nossas propriedades; vocês devem pagar royalties por elas". Por isso decidi iniciar o Movimento de Preservação de Sementes.]

Entrevista Vandana Shiva (Fronteiras do Pensamento)
https://www.fronteiras.com/videos/entrevista-exclusiva-vandana-shiva

Anônimo disse...

Um antropólogo, contestando a visão idílica da vida dos indígenas nos textos do Sínodo da Amazônia, disse que os índios sofrem muito com medo da floresta e seus espíritos.
A proposição piedosa de diminuir o sofrimento animal na criação e abate vai desembocar na carne criada a partir do cultivo de células-tronco em laboratório e não saberemos mais de que ser elas virão (poderiam vir de células humanas?). Daí para acostumar a população com o canibalismo (como a performance de Marina Abramovich) é um pequeno passo na agenda perversa proposta pela elite (o filósofo utilitarista Benjamin Bentham já o havia proposto como forma de diminuir a fome da população).

Ítalo disse...

Além de falarem merda, ainda o fazem tomando para si um movimento de uma pessoa já morta que sequer pode questionar ou corroborar essa visão simplória de "Lei do Retorno".