quinta-feira, 15 de julho de 2021

Queda de Bolsonaro dependeria de Pequim


Artigo no Alerta Total - www.alertatotal.net

Por Sérgio Alves de Oliveira

Peço licença a Vossas Excelências, que me honraram com a leitura desse despretensioso texto, em dar uma abordagem um pouco diferente, que talvez tenha “escapado”, ou sido “omitido”, por alguns “interesses da grande mídia, pelos “doutos” formadores de opinião, ou por quem  quer mais quer que seja.

Trata-se da íntima relação entre a época planejada para o chamado LEILÃO 5 G, que se trata do padrão de tecnologia de quinta geração para redes móveis, de banda larga, das empresas operadores de telefonia celular, que começaram a ser implementadas no mundo a partir do final do ano de 2018.

Dito leilão, em princípio, estaria programado para ocorrer no corrente mês de julho de 2021, no Brasil. E as próximas eleições presidenciais deverão ser em OUTUBRO DE 2022. Mas o que teria a ver uma coisa com a outra? Tem. E muito, como veremos.

É certo que a permanência do mandato do Presidente Bolsonaro na época do leilão 5 G poderia eventualmente dificultar a vitória tida como certa pela empresa  chinesa Huawei, considerada a líder mundial nessa nova tecnologia, e com grande parte da infraestrutura necessária para implantação dessa nova tecnologia  já instalada por ela mesma no Brasil. Dito leilão se dará na esfera “federal”, tendo Bolsonaro à frente, como Chefe do Poder Executivo.

Portanto, para os interesses chineses, especialmente para o Partido Comunista Chinês, Bolsonaro poderia de certo modo “atrapalhar” a vitória chinesa. Ser uma “pedra-no-sapato”, o que tem manifestado sem segredos pela imprensa.

Mas isso provavelmente não ocorreria se o Vice-Presidente Hamilton Mourão assumisse o lugar do Presidente Bolsonaro, num eventual impeachment, ou qualquer outro tipo de afastamento do Presidente, antes do referido leilão. O General Mourão tornou-se quase “íntimo” dos chineses, quase um “embaixador”, a exemplo do  Governador Doria, de São Paulo, e certamente não colocaria nenhum obstáculo à entrega do 5 G aos interesses “imperialistas” chineses.

Além da República Popular da China já ter expandido os seus  interesses na maior parte do mundo, certamente o leilão 5 G para o Brasil tornou-se a “menina dos olhos” dos investimentos mundiais  chineses, talvez o maior da América o Sul.

Por seu turno a China concorre nessa licitação com grande vantagem sobre os demais interessados. Certamente ela chegaria a recorrer ao sistema  “dumping’, se preciso fosse , para vencer o referido leilão, ou seja, oferecendo a  implantação do 5 G por um preço inferior ao seu efetivo custo. Isso afastaria os demais concorrentes. Os lucros “ilimitados” viriam com o tempo. A China se tornaria “dona” definitiva do Brasil, ficando a chamada “soberania brasileira” limitada à exploração de temas e alegorias carnavalescas.

Vê-se, por conseguinte,que no leilão 5 G do Brasil, poderá repetir-se o que tem acontecido no restante do mundo. Os chineses são imbatíveis na “ciência e arte” de comprar autoridades,políticos e juízes corruptos, tanto de “republiquetas”, quanto de  países de 3º, 4º, ou 5º Mundo. Por essa razão a América do Sul está tomando agora o lugar que era da África em relação ao “assédio” político e  econômico chinês.

Portanto, o eventual impeachment ou cassação de Bolsonaro, se for o caso, seriam meramente formalidades legais diferentes, com o Congresso, ou o Supremo Tribunal Federal, conforme o caso, servindo meramente de “capitão do mato”dos chineses, no afastamento de Bolsonaro, e posse do “Vice” Mourão.

Sérgio Alves de Oliveira é Advogado e Sociólogo.

3 comentários:

Loumari disse...

O Comunismo, a Maçonaria, o Islam, são cavalos do mesmo dono. Já está quase tudo preparado para a fusão. Com o CISMA na Igreja de Cristo, é quando vão assentar o poder de Lúcifer. Bolsonaro é só um palhaço no circo para criar diversão, desviando a atenção do povo e entreter os bufões que se dizem intelectuais.

Jeferson Vasquez disse...

Pro Loumari :

O que está querendo achar é uma desculpa pra se omitir de tudo o que está acontecendo. Se o povo durante as cruzadas entre 500dc e 2500dc pensassem dessa forma, A EUROPA INTEIRA JÁ ESTARIA ISLAMIZADA E NÃO TERIA NEM EUA E NEM BRASIL COMO CONHECEMOS! TÁ É QUERENDO ARRUMAR UMA DESCULPA PRA DEIXAR O PAU QUEBRAR!

Aí vem um zé porciúncola que diz que lutar contra o anti-cristo seria transitoriamente ser contra a volta de cristo! putz!

Lutem pela liberdade sempre sem esperar Jesus voltar, até porque, ele não mandou esperar!

Não tem guerra perdida, tudo pode mudar.

RENDIÇÃO SEM LUTA, ENCONTRO MUITA GENTE ASSIM NA INTERNET!!! QUE PENA!!!!! NÃO PENSAM NOS PRÓPRIOS FILHOS!!

NÃO FICA SÓ DE OBSERVADOR SE LAMENTANDO NÃO FIO, POIS O MESSIAS NÃO FICOU PARADO O TEMPO INTEIRO!

Anônimo disse...

A Loumari vota no Brasil?